Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Ciência e Tecnologia

Empresa havia anunciado que bloquearia o acesso dos usuários que não aceitassem a nova política de tratamento de dados (Foto: Reprodução)
Empresa havia anunciado que bloquearia o acesso dos usuários que não aceitassem a nova política de tratamento de dados (Foto: Reprodução)

Você lembra da polêmica envolvendo o WhatsApp quando, no início do ano, a empresa anunciou que bloquearia o acesso dos usuários que não aceitassem a nova política de tratamento de dados da empresa? Pois bem, de acordo com informações da Agência Brasil, o grupo desistiu da imposição.

 

 

Na época do anúncio do bloqueio, o WhatsApp foi duramente criticado por governos e especialistas do mundo inteiro. No Brasil,  a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e o Ministério Público Federal (MPF), entre outros, se manifestaram contra a medida.

A ANPD, o Cade e o MPF apontaram problemas tanto para a proteção de dados dos usuários quanto para a concorrência do mercado de redes sociais e serviços de mensagens. Pesquisadores e entidades de direitos digitais também se manifestaram questionando a nova política, que fere direitos dos consumidores.

A princípio, o WhatsApp adiou a obrigatoriedade de aceitação das regras, mas agora cedeu e abandonou o prazo inicial de três meses, desistindo de impor de forma agressiva uma mudança que só beneficia a própria empresa.

Em nota à Agência Brasil, a empresa afirmou que, apesar de não tornar a aceitação obrigatória, vai continuar insistindo para que os usuários do aplicativo aceitem a divulgação dos seus dados pessoais.

“Ao invés disso, o WhatsApp continuará lembrando os usuários de tempos em tempos para que eles aceitem a atualização, incluindo quando as pessoas escolhem usar determinadas funcionalidades opcionais, como se comunicar no WhatsApp com uma empresa que esteja recebendo suporte do Facebook”, diz o comunicado da plataforma.

Entenda

Caso você não esteja entendendo nada, aqui vai um pequeno resumo: há alguns anos, o Facebook comprou o WhatsApp, no entanto, o aplicativo de mensagens que não exibe anúncios e não cobra nada dos usuários é bem menos lucrativo do que a rede social.

No entanto, o WhatsApp é um incrível banco de dados com informações valiosas para qualquer empresa. Uma das maiores fontes de rendas do Facebook - senão a maior - são os anúncios pagos por empresas, que só são um sucesso de vendas graças aos dados que o Facebook possui sobre milhões de usuários, o que permite aos anunciantes encontrarem os clientes perfeitos.

O que o WhatsApp quer é compartilhar os seus dados, seus de todos os milhões de usuários, com o Facebook, o que vai dar à empresa uma grande vantagem competitiva. É tudo sobre lucro.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br