Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

A falta de jazigos foi impulsionada, principalmente, pelos números registrados em março: foram 302 mortes, ao todo (Foto: Reprodução)
A falta de jazigos foi impulsionada, principalmente, pelos números registrados em março: foram 302 mortes, ao todo (Foto: Reprodução)

A prefeitura de Camaçari divulgou nota nesta segunda-feira (12) informando que, devido à falta de vagas para novos sepultamentos no Cemitério Jardim da Saudade, na Gleba H, está estudando a possibilidade de construir um novo jazigo perpétuo da cidade.

Na mesma nota, a Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) informa que iniciou processo licitatório para construir 3.000 novas gavetas funerárias na cidade, sendo 1.000 no cemitério da Gleba H e 2.000 no de Arembepe.

A notícia é assustadora, já que denuncia a possibilidade de outro nível de colapso no sistema de saúde pública, além da falta de vagas em unidades médicas - que vem sendo abordada desde o início da pandemia.

3 x acima da média

A falta de jazigos foi impulsionada, principalmente, pelos números registrados em março: foram 302 mortes, ao todo, das quais pelo menos 120 foram causadas por covid-19. Esse número é o triplo da média mensal de mortes registrada em 2020: 110.

Além disso, até a data da divulgação da nota, a cidade tinha, de acordo com o Portal da Transparência do Registro Civil Br, pelo menos 30 mortes. "Pelo menos", porque os dados do portal levam até 15 dias para serem atualizados.

Veja também:

LOTADO: Cemitério da Gleba H não tem mais vaga para enterros

EXUMAÇÃO DE CADÁVERES: Sistema funerário de Camaçari começa a sentir impacto da pandemia

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br