Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Nesta quinta-feira (11) o número voltou a subir: 61 pessoas na fila de espera, sendo 43 UTI e 18 leitos clínicos (Foto: Reprodução)
Nesta quinta-feira (11) o número voltou a subir: 61 pessoas na fila de espera, sendo 43 UTI e 18 leitos clínicos (Foto: Reprodução)

Os 20 novos leitos do Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavírus (CIEC), se fossem abertos hoje, seriam lotados imediatamente. Essa é a realidade da demanda por leitos de Covid-19 em Camaçari. Para suprimir totalmente a necessidade desta quinta-feira (11), seriam necessários 61 novos leitos exclusivos para Covid.

Dos 61 pacientes que aguardam uma acomodação adequada para receberem o tratamento que precisam, 41 esperam por uma vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ou seja, são pacientes em estado grave, com risco de morte. Com o risco de morrer na fila, como aconteceu com o farmacêutico Fabiano Souza.

Demanda excessiva contínua

A equipe do Camaçari Fatos e Fotos (CFF) passou a semana acompanhando, junto à Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) a evolução da fila de Regulação. Apesar das flutuações, o número de pacientes aguardando leitos tem se mantido acima da capacidade de atendimento do município.

Na sexta-feira (06) eram 76 pessoas, sendo 46 para UTI e 30 para leito clínico. Na terça-feira (09) houve uma leve queda - ou seja, os pacientes que aguardavam em fila foram regulados. Mesmo assim, ainda havia 56 pessoas aguardando um leito, sendo desses 32 para UTI e 24 para leitos clínicos.

Nesta quinta-feira (11) o número voltou a subir: 61 pessoas na fila de espera, sendo 43 UTI e 18 leitos clínicos. Nem precisa dizer que Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Pronto Atendimentos (PAs) estão lotados, assim como os atuais 40 leitos ofertados pelo município. "Estamos em um cenário de guerra", disse uma fonte da Sesau ao CFF.

Vale lembrar que esses dados são apenas sobre pacientes com Covid-19.

Nas mãos de... todos!

Para se ter uma ideia, atualmente, a prefeitura de Camaçari oferece, em números totais, a mesma quantidade de leitos dedicados a pacientes com covid-19 que o Hospital Geral de Camaçari (HGC). No HGC, são 30 leitos clínicos e 10 leitos de UTI. No município são 15 leitos de UTI (contratados junto ao Hospital Santa Helena) e 25 clínicos no CAPS 3. Apesar de oferecer a mesma capacidade de atendimento de um hospital de grande porte, a prefeitura não está conseguindo suprir a demanda.

Embora as autoridades municipais não tenham nominado dessa forma, o sistema de saúde pública em Camaçari está à beira do colapso. Ou seja, muito próximo de se tornar incapaz de receber novos pacientes. Dados superficiais apontam que a melhoria desse quadro depende, principalmente, de a população acatar as medidas de segurança, fazendo a curva de novos casos cair. Mesmo assim, levaria semanas até a situação se estabilizar.

Enquanto parte da população insistir em ignorar os protocolos de segurança e se recusar a manter isolamento social, a situação só tende a piorar e vidas continuarão sendo perdidas.

Veja também:

COVID: Prefeitura assina contrato para mais 20 leitos

Crítico - Mortes registradas por covid-19 em 10 dias de março em Camaçari se iguala a todo o mês de julho de 2020

Crítico - Mortes registradas por covid-19 em 10 dias de março em Camaçari se iguala a todo o mês de julho de 2020

COVID: Falso negativo em teste rápido do governo põe vidas em risco

Covid-19 - Médico histórico de Camaçari Dr. Severino luta pela vida em UTI

Covid-19 - Luto na Saúde e na Política de Camaçari

Márcia Tiburi: “o que temos pela frente é assustador”

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br