Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Foi anunciada a abertura de 18 leitos no Centro de Atendimento Psicossocial Nível 3 (CAPS III) (Foto: Reprodução)
Foi anunciada a abertura de 18 leitos no Centro de Atendimento Psicossocial Nível 3 (CAPS III) (Foto: Reprodução)

A prefeitura de Camaçari, que por diversas vezes culpou a suposta demora do sistema de Regulação do Estado pela superlotação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Gleba A, enfim decidiu agir pelo bem da saúde dos munícipes: nesta segunda-feira (1°) foi anunciada a abertura de 18 leitos no Centro de Atendimento Psicossocial Nível 3 (CAPS III).

"Em virtude do cenário de superlotação de leitos clínicos e UTI em nossas unidades de urgência e emergência, definimos que ainda esta semana passarão a funcionar 18 leitos no Caps III. Sendo 17 leitos clínicos e 01 leito de estabilização (sala vermelha). Importante ressaltar que estes leitos são para pacientes regulados que estão nas nossas unidades de urgência e emergência”, comunicou o secretário de Saúde do município, Dr. Elias Natan.

Inicialmente, em reunião com o prefeito Elinaldo Araújo realizada no domingo (28), havia sido definida a implantação  de 15 leitos, porém, ao reavaliar a situação junto com o subsecretário de Saúde, Dr. Luiz Duplat, o titular da pasta decidiu ampliar em em mais três leitos a proposta inicial.

Na semana anterior, o município havia ampliado de 10 para 15 o número de leitos públicos disponíveis no hospital Santa Helena, no entanto, apesar da medida a cidade segue a mais de duas semanas com lotação total dos leitos de Covid-19.

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde (Sesau), estão em andamento um chamamento público para reabertura do Centro Intermediário de Enfrentamento ao Coronavirus, com 20 leitos, e um termo de credenciamento para mais cinco leitos de UTI e 10 clínicos.

Na oportunidade, o secretário de Saúde também fez um apelo à população: “Mesmo com todos os esforços para ampliar a oferta de leitos, nada disso previne a proliferação da Covid, na velocidade devastadora que está, a não ser as medidas preventivas como o uso da máscara sempre que for necessário sair de casa, o uso do álcool em gel e principalmente evitar aglomerações. Ou nos unimos, poder público e população, cada um fazendo sua parte, ou não venceremos essa batalha. Chegou a hora de união por um objetivo comum que é salvar vidas, inclusive a nossa”, alertou Elias Natan.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br