Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Saúde

Aliança mundial objetiva dar uma resposta à pandemia e acelerar a produção de uma vacina (Foto: Reprodução)
Aliança mundial objetiva dar uma resposta à pandemia e acelerar a produção de uma vacina (Foto: Reprodução)

O governo brasileiro ficou de fora de uma aliança mundial para dar uma resposta à pandemia e acelerar a produção de uma vacina. Nesta segunda-feira, convocados pela UE e pela ONU, governos de todo o mundo anunciaram doações de 7,4 bilhões de euros e o compromisso de agir de forma conjunta.

A ideia é de que a comunidade internacional apenas conseguirá se proteger do vírus quando uma vacina for produzida e distribuído.

Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, comemorou os resultados da reunião. "Líderes de mais de 40 países se uniram", indicou. Segundo ele, o que os governos fizeram foi "demonstrar solidariedade global".

O etíope, porém, alerta que existe o potencial de "ondas contínuas" de contaminação do vírus. Nesse contexto, uma vacina é necessária. "O vírus vai estar presente por um longo tempo e precisamos nos unir para dar uma resposta", afirmou.

A aliança contou com a liderança da França, Alemanha, Japão, Omã, Noruega, Canadá, Espanha, Reino Unido e Itália. Mas o processo também foi apoiada por China, Jordânia, México, Austrália, África do Sul, Arábia Saudita, Mônaco, Turquia, Suíça, Israel, Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Coreia do Sul, Suécia, Dinamarca, Luxemburgo, Hungria, Polônia, República Tcheca, Sérvia, Bulgária, Bélgica, Malta, Áustria, Grécia, Irlanda, Portugal, Estônia, Croácia e Holanda, além do Banco Mundial, Fórum Econômico Mundial e outras instituições.

Procurado nos últimos dias pela reportagem, o Itamaraty sequer deu uma resposta sobre o evento. O Ministério da Saúde também ficou em absoluto silêncio. Apenas depois da publicação da matéria é que a pasta se manifestou, indicando que o Brasil não iria participar e que iria entrar em "outras parcerias". A reportagem perguntou quais seriam essas outras iniciativas, mas não obteve resposta.

Nas últimas semanas, o governo brasileiro tem criticado a OMS, se distanciando de iniciativas globais e causando sérias preocupações internacionais. Já o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, foi alvo de chacota nos bastidores das agências internacionais ao apontar para o risco de um "plano comunista" diante da pandemia.

Ao longo das últimas décadas, o governo brasileiro passou a ser um dos principais atores na defesa do acesso a medicamentos, um dos pontos centrais da reunião virtual realizada nesta segunda-feira. Entidades lamentaram a ausência e a transformação na postura do país.

Além do Brasil, a ausência dos EUA também evidenciou a dificuldade de unir o planeta por uma ação coordenada. O plano tampouco contou com Rússia e Índia.

Ainda assim, algumas das maiores democracias do mundo mostraram seu engajamento num compromisso para acelerar o desenvolvimento de vacinas e tratamentos, além de uma garantia de que haverá um acordo de distribuição para os países mais pobres.

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, abriu a conferência com a promessa de que o evento iria "unir o mundo, nos quatro cantos do planeta". "Esse dia vai ser marcado como um ponto de virada na luta contra a pandemia", afirmou.

Para lidar com a crise, a UE coletou doações no valor de mais de 7,4 bilhões de euros para acelerar pesquisas e garantir tratamento e vacinas. Também houve um compromisso de que, uma vez produzida, vacina será distribuída a todos os que necessitam.

Mas também ficou claro que a conferência era um ato político de chancela à OMS, duramente criticada pelos EUA e por governos como o de Jair Bolsonaro. A entidade registrou um corte de recursos por parte de Donald Trump, o maior doador da agência.

Durante o evento, porém, vários foram os governos que saíram ao resgate da entidade e prometeram criar uma frente comum para desenvolver a vacina.

Emmanuel Macron, presidente da França, anunciou mais recursos para a OMS e 500 milhões de euros para o novo fundo. "Precisamos de mais OMS", indicou. Segundo ele, seria um "erro maior" tomar medidas isoladas. "Só sairemos dessa situação se estivermos juntos", disse.

Para o francês, a nova aliança tem como objetivo ainda garantir que a vacina, uma vez produzida, não seja apenas entregue a quem pagar mais por ela.

Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, alertou que o maior teste para o mundo não é apenas produzir a vacina. Mas garantir que ela chegue a todos.

Angela Merkel, chanceler da Alemanha, usou seu discurso para reforçar a ideia de apoiar o multilateralismo. O primeiro-ministro do Japão, Shinzu Abe, anunciou milhões de euros em apoio.

Erna Solberg, primeira-ministra da Noruega, alertou que "só parcerias e entidades multilaterais" poderão dar uma resposta e prometeu mais dinheiro para a OMS. Justin Trudeau, primeiro-ministro do Canadá, defendeu que haja uma "resposta global". "Não podemos nos isolar. É o momento de liderança global", disse. Pedro Sanchez, presidente do governo da Espanha, anunciou 150 milhões de euros em doações e fez um alerta: "quanto mais dividimos estivermos, maior será o risco".

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, foi outro que alertou que nenhum país terá "êxito se agir sozinho". Para o chefe-de-governo em Londres, países precisam se unir para "criar um escudo" em suas populações.

As autoridades sauditas, presidentes do G-20, também participaram e anunciaram US$ 500 milhões à iniciativa. Mas usaram seu discurso para pedir uma "resposta global". No G-20, os sauditas não conseguiram garantir o estabelecimento de um plano mundial contra a pandemia.

Giuseppe Conte, primeiro-ministro italiano e próximo presidente do G-20, deixou claro que o multilateralismo será sua prioridade no comandado grupo. "O mundo só tem uma alternativa: a cooperação", disse o italiano, prometendo aumentar recursos para a OMS.

A iniciativa ainda reuniu num só evento rivais políticos. Rei Abdullah II da Jordânia pediu o fortalecimento de uma nova vertente de integração para garantir uma "interdependência positiva" entre os países. Recep Erdogan, presidente da Turquia, pediu "responsabilidade global". O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, defendeu uma "parceria global". "Só estamos no final do começo", alertou.

Cyril Ramaphosa, presidente da África do Sul e falando em nome da União Africana, também anunciou contribuições financeiras.

Antonio Costa, primeiro-ministro de Portugal, alertou que a crise "expõe o óbvio: somos uma só humanidade vivendo num único mundo". O país prometeu 10 milhões de euros para acelerar a produção da vacina, um euro por cada habitante do país.

Para o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres, "esse é a liderança que o mundo precisa hoje". Ele, porém, insistiu que a nova vacina se transforme em um bem público mundial.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

Veja também:

Brasil desperta alerta mundial com 4º maior número de casos em duas semanas

Brasil está pagando "preço altíssimo" por eleger Bolsonaro, diz Rui sobre atuação do presidente na luta à Covid-19

Camaçari registra 60 casos da Covid-19 e mais um óbito suspeito neste domingo (03)

Prefeitura adota medidas para ordenar filas da Caixa a partir de segunda (4)

Primeiro ponto de apoio para cadastro do Auxílio Emergencial passa a funcionar na segunda (4)

Camaçari registra dois novos casos da Covid-19 totalizando 46 infectados; 23 estão recuperados

Casos confirmados da Covid-19 desce para 44 em Camaçari; dois a menos que o informado no último boletim

Sobe para 46 o número de pessoas com Covid-19 em Camaçari

Após reabertura do comércio, casos de Covid-19 disparam em Blumenau (SC)

Casos de AVC entre pacientes com Covid-19 fora do grupo de risco intrigam médicos americanos

Trump vê grave surto de coronavírus no Brasil quer fim de voos para os EUA

Repórter da Globo que luta contra o câncer é infectada com coronavírus

Sobe pra 40 o número de pessoas com Covid-19 em Camaçari

Mulher de 67 anos é a primeira vítima fatal do novo coronavírus em Camaçari

Sobe para 35 o número de infectados com Covid-19 em Camaçari

Prefeitura determina uso obrigatório de máscaras na cidade

Coronavírus - Camaçari chega a 25 casos confirmados nesta segunda-feira, 20

Camaçari registra 22 casos confirmados da Covid-19

Familiares de Elinaldo estão com Covid-19; prefeito não está em isolamento

Sobe para 18 o número de pacientes com Covid-19 em Camaçari

Hospital de Manaus empilha corpos de vítimas da covid-19 em contêiner

15 casos confirmados de Covid-19 em Camaçari; novo registro é do Ponto Certo

Sobe para 14 o número de pacientes com Covid-19 em Camaçari

Camaçari registra 1ª morte com suspeita de coronavírus. A vítima morreu na UPA da Gleba A

Pacientes curados da Covid-19 voltam a testar positivo na Coreia do Sul

Médica contrária ao isolamento social morre vítima de coronavírus no Ceará

Conheça os bairros dos 10 casos confirmados do COVID-19 em Camaçari

Fiocruz registra momento exato do ataque da covid-19 à uma célula no corpo humano

Coronavírus - Bolsonaro culpa repórteres por aglomeração, limpa nariz com braço e cumprimenta idosa

Brasil ultrapassa mil mortes por covid-19; 19,6 mil estão infectados

"Não é normal", dizem coveiros sobre trabalho em cemitérios de São Paulo

Coronavírus - Camaforró 2020 é cancelado por conta da pandemia

Vídeos - Corpos de vítimas do coronavírus passam dias nas ruas e em casas; urubus sobrevoam em hospital

Isoladas em casa, crianças necessitam de mais atenção para evitar acidentes com aparelhos elétricos e tomadas

Mandetta diz que permanecerá em ministério e volta a defender isolamento: “Vamos continuar”

Autônomo pode baixar aplicativo a partir de hoje para renda de R$ 600

Camaçari com a oportunidade de mostrar quão solidária é. Abrigo de idosos pede socorro

Saiba se está apto a receber o auxílio emergencial

Vídeo: Mini blogueira repercute com oração pelo fim do coronavírus: 'Preciso das minhas amigas'

Coronavírus - Se despedindo da direção da Saúde em Camaçari, Elias Natan anuncia outros casos confirmados.

Com dificuldade para respirar radialista Tony Paulo é transferido para o Couto Maia, em Salvador

Vídeo mostra eficácia da participação da população na redução do coronavírus no Brasil

Sobe para 4.256 casos confirmados e para 136 o número de mortos pelo coronavírus no Brasil

Coronavírus - The Intercept Brasil: "Todos viveremos a batalha de Milão (Itália)"

Morte de jovem de 16 anos por coronavírus comove a França

Vídeo - Policiais dançam música infantil para divertir povo em isolamento

STJ concede regime domiciliar a todos os presos por pensão alimentícia

Vídeo - Em rede nacional, Bolsonaro critica fechamento de escolas e comércio e compara coronavírus a ‘resfriadinho’

Jovem com suspeita de coronavírus no AP deixa isolamento para visitar os avós de 90 anos

STF suspende cortes no Bolsa Família após pedido de governadores do Nordeste

Coronavírus: Bahia já tem 63 casos confirmados de Covid-19

Hospitais Couto Maia e Ernesto Simões Filho passam a atender exclusivamente pacientes de coronavírus a partir desta segunda

Após críticas, Bolsonaro revoga trecho de MP 927 que permitia suspensão de trabalho por 4 meses

Vídeo de paciente acometido por Coronavírus, assusta e deve fazer repensar quem negligencia cuidados

Elinaldo decreta fechamento do comércio; aberto somente mercados e farmácias à partir desta segunda, 23

Vídeo - Camaçari registra primeiro caso de coronavírus e Bahia chega a 34 infectados

Enfermeiro fotografa impacto do coronavírus nos hospitais da Itália: 'Morrer sozinho é horrível'

Governo corta 158 mil do Bolsa Família em meio a covid-19; 61% são do Nordeste

Já são 22 os infectados que viajaram com Bolsonaro aos EUA

Mesmo em período de isolamento por causa do coronavírus, idosos formam grande fila em posto de saúde de Salvador

Ford suspenderá produção no complexo de Camaçari

Coronavírus: Contran amplia validade da CNH e de outros serviços

“Não temos um governo”, diz Lula sobre comportamento de Bolsonaro em meio a pandemia

Homem é preso por vender álcool em gel falsificado na feira de Camaçari

Infectado com coronavírus, apresentador do JN respira com ajuda de aparelhos

Bahia já tem primeiro São João cancelado por causa do coronavírus

Câmara aprova decreto de calamidade pública por conta do coronavírus

Maia se desculpa com a China por "palavras irrefletidas" de Eduardo Bolsonaro

Coronavírus: governo decreta situação de emergência em toda a Bahia

General Heleno testa positivo para coronavírus

China autoriza teste em humanos de vacina contra o coronavírus

Governo suspende aulas de todas as escolas da Bahia e proíbe transporte intermunicipal

Pandemia de coronavírus leva IBGE a adiar o Censo 2020 para 2021

Hospital Albert Einstein não consegue mais atender demanda do coronavírus

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br