Galeria de fotos

Não perca!!

Saúde

 A secretaria determinou que os municípios notifiquem imediatamente qualquer caso suspeito da doença em pacientes que apresentarem os sintomas (Foto: Reprodução)
A secretaria determinou que os municípios notifiquem imediatamente qualquer caso suspeito da doença em pacientes que apresentarem os sintomas (Foto: Reprodução)

Casos foram em Ilhéus que notificou, ao todo, oito casos suspeitos

A Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) confirmou dois casos de sarampo no Sul da Bahia. Os pacientes são moradores de Ilhéus e possuem o mesmo tipo selvagem da doença, compatível com o paciente que veio doente de Manaus (AM), em setembro.

Segundo a Sesab, a suspeita inicial era de que o vírus fosse vacinal, visto que os dois haviam sido vacinados há pouco tempo, mas um segundo exame realizado pela Fiocruz comprovou a compatibilidade com o vírus que circula no Amazonas e na Venezuela.

Por causa disso, a secretaria determinou que os municípios notifiquem imediatamente qualquer caso suspeito da doença em pacientes que apresentarem os sintomas: pessoa com febre e exantema (erupções na pele), acompanhada de tosse, coriza ou conjuntivite, independente da idade, situação vacinal anterior, deslocamento para áreas de risco nos últimos 30 dias ou contato com pessoas que tenham se deslocado para áreas de risco nesse período.

A Bahia não tinha  casos autóctones da doença desde 1999. Em setembro de 2018, quando foi confirmado o caso importado de Manaus, a Sesab imediatamente orientou o município de Ilhéus a intensificação das ações de vacinação, vigilância, prevenção e controle.

Foram notificados em Ilhéus oito casos suspeitos e, destes, dois foram confirmados. Quatro ainda permanecem em investigação e outros dois foram descartados.

400 pessoas vacinadas
O caso registrado em setembro era de um homem, de 38 anos, que trabalhava na construção civil na cidade de Ilhéus - mas que teria vindo doente de Manaus.

O homem, natural de Manaus, no Amazonas, foi internado na cidade de Ilhéus, após apresentar sintomas da doença no dia 17 de agosto. O paciente foi atendido no dia 23 de agosto e medicado na Unidade do Pronto Atendimento (Upa) Zona Sul, em Ilhéus -  recebeu alta por não apresentar mais risco de transmissão.

Segundo a Sesab, à época, mais de 400 pessoas que tiveram contato com o paciente foram vacinadas para evitar contaminação. O laudo que confirmou que o rapaz foi infectado pela doença saiu no dia 14 de setembro.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br