Galeria de Fotos

Não perca!!

Rogaciano Medeiros

Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)
Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina)

REPERCUSSÃO

As manifestações de indignação com os fatos que levaram ao suicídio o reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), não se restringem à comunidade acadêmica. Os protestos partem dos mais diversos segmentos da sociedade. Ele foi vítima do ódio da extrema direita que se apoderou de influentes instituições, principalmente no Judiciário, e das excepcionalidades da Lava Jato, que prende e desmoraliza adversários políticos sem provas.

PUNITIVISMO

Os professores da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Santa Catarina divulgaram nota em que responsabilizam a Lava Jato, a PF e a Justiça pelo suicídio do reitor Carlos Cancellier. "Perdemos o colega para o punitivismo de um Estado policialesco que rebaixa todos à condição de criminosos prévios, sem direito à defesa ou contraditório. Que primeiro prende e depois investiga. Que destrói reputações e depois arquiva".

CRUELDADE

"Ele vai preso, perde o cargo e, quando liberado, fica proibido de entrar na própria universidade. Requinte de crueldade. Quando esses ingredientes encontram uma pessoa de bem, para quem a honra e a biografia não têm preço, a morte passa a ser uma opção". Do professor Eduardo Mello e Souza, da UFSC, sobre o suicídio do reitor Luiz Carlos Cancellier.

RAIVOSA

Na época integrante da desastrada força tarefa da Lava Jato, a delegada da PF Érika Marena, que pediu a prisão do reitor Luiz Carlos Cancellier, é conhecida pelas posições de direita. Ela o prendeu no dia 14 de setembro do ano passado e ainda teve o desplante de fazer duras críticas à juíza que o mandou libertá-lo no dia seguinte, por falta de provas. Uma figura ao estilo dos Moro e Dallagnol da vida.

EGOÍSMO

Apoiador e incentivador da salvação de Temer da segunda denúncia da PGR, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), sacrifica a Bahia por conta de interesses eleitoreiros. Ele é o principal responsável pela suspensão do empréstimo de R$ 600 milhões destinado ao Estado e que seriam aplicados na recuperação de estradas. Foi pessoalmente ao presidente pedir para não liberar o dinheiro. Terrível.

_____________________________________________

A coluna Pauta Livre, de autoria do jornalista Rogaciano Medeiros, é um espaço onde ele escreve suas análises sobre a situação política nacional, dentro de uma ótica questionadora através de um ponto de vista diferente dos tradicionais veículos de comunicação. Justamente para questionar a grande imprensa, que manipula a informação e coloca a versão que lhe é conveniente como se fosse a verdade absoluta.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br