Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Luiza Bairro: “Isto dá a ideia e dimensão da nossa presença no mundo onde nós, em sociedade, nos encontramos representados” (foto/Danilo Reis)
Luiza Bairro: “Isto dá a ideia e dimensão da nossa presença no mundo onde nós, em sociedade, nos encontramos representados” (foto/Danilo Reis)

O combate ao racismo e os 10 anos de avanços na luta pela igualdade racial desde a conferência de Durban, na África do Sul, marcaram a cerimônia de abertura do Afro XXI: Encontro Ibero-americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes, nesta quinta-feira, 17 de setembro, no Centro de Convenções da Bahia. A solenidade que contou com lideranças ibero-americanas, o governador Jaques Wagner, a ministra da Igualdade Racial, Luiza Bairros, entre outras autoridades civis e militares, movimentos sociais e a sociedade civil, teve a participação da deputada estadual Luiza Maia (PT), presidenta da Comissão dos Direitos da Mulher do parlamento baiano, que destacou a necessidade de fortalecer as ações em prol dos afrodescendentes e reverberar as ações e conquistas do povo negro na sociedade. O evento vai até o dia 19.

A ministra Luiza Bairros destacou que o Afro XXI possui uma representação ampla da diáspora africana. “Isto dá a ideia e dimensão da nossa presença no mundo onde nós, em sociedade, nos encontramos representados”, disse a ministra, ressaltando que o enfrentamento ao racismo, hoje, é feito em um ambiente social, econômico e político, fruto do esforço do próprio povo negro.

“Está, por assim dizer, é a ‘festa’ para promover a igualdade de direitos, de oportunidades, e combater, sobretudo, o preconceito racial”, afirmou Jaques Wagner. Para o governador da Bahia, o estado é “a porta da África no Brasil e na América Latina” e que qualquer negro, qualquer africano, “se sente em casa” em terras baianas. E, sobre a luta que deve ser contínua contra o racismo, defendeu: “Muito mais difícil que construir prédios é derrubar os edifícios do preconceito arraigado na sociedade”.

Já o coordenador residente da ONU no Brasil, Jorge Chediek, falou das diversas faces escondidas no continente americano, uma delas, a desigualdade, e reforçou a necessidade de pensar ações para os afrodescendentes, para além de Durban. “O objetivo desse encontro é criar mecanismos internacionais de garantia dos direitos à igualdade”, afirmou Chediek.

Falando em portenhol, Enrique Iglesias, titular da Secretaria Geral Ibero-Americana e um dos idealizadores do Afro XXI, defendeu que o encontro é a combinação de diversos eventos na América Latina e a chance de vivenciar, ainda mais, a forte cultura afrodescendente. “Temos que aprender a viver pela igualdade e com a igualdade. Essa tem que ser a cultura social vivida por todos”, disse. Iglesias explicou ainda que a escolha de Salvador para sediar o Encontro se deu pelo fato de a mesma ser a maior cidade africana fora da África.

“A abolição erradicou a escravidão, mas não acabou com a discriminação”, alertou a embaixadora Vera Machado, representante do Ministro de Relações Exteriores, Antônio Patriota. Para ela, é preciso surgir no Afro XXI ideias inovadoras para combater o preconceito racial. Já Rita Barbára, representante da sociedade civil, disse acreditar que o povo negro está sempre olhando para a frente, sem esquecer do passado, mas andando rumo aos avanços.

A solenidade teve a participação da deputada estadual Luiza Maia (PT), presidenta da Comissão dos Direitos da Mulher do parlamento baiano, que destacou a necessidade de fortalecer as ações em prol dos afrodescendentes e reverberar as ações e conquistas do povo negro na sociedade (Foto/Danilo Reis)
A solenidade teve a participação da deputada estadual Luiza Maia (PT), presidenta da Comissão dos Direitos da Mulher do parlamento baiano, que destacou a necessidade de fortalecer as ações em prol dos afrodescendentes e reverberar as ações e conquistas do povo negro na sociedade (Foto/Danilo Reis)

A cerimônia de abertura do Afro XXI: Encontro Ibero-americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes aconteceu no Centro de Convenções da Bahia (foto/Danilo Reis)
A cerimônia de abertura do Afro XXI: Encontro Ibero-americano do Ano Internacional dos Afrodescendentes aconteceu no Centro de Convenções da Bahia (foto/Danilo Reis)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br