Galeria de Fotos

Não perca!!

Política

Li4vLi4vLi4vaW1hZ2VzL3N0b3JpZXMvcG9saXRpY2Evd2FnbmVyLmpwZyZhbXA7dz05MDAmYW1wO2g9NjAwJmFtcDtxPTkwJmFtcDt6Yz0w.jpgA declaração da ministra Miriam Belchior (Planejamento) de que a presidente Dilma Rousseff (PT) deu orientações para que as 12 cidades-sede da Copa utilizem BRT para integrar seus já existentes planos de mobilidade urbana com vistas à Copa do Mundo 2014, por conta do custo e, sobretudo, do tempo, continua movimentando o cenário de Salvador e Curitiba.

As duas capitais abriram a possibilidade de modificar os projetos para o transporte público de massa, de modo que o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) fosse escolhido como modal principal no lugar de um modelo sobre rodas. Por aqui, o imbróglio parece estar chegando ao fim.

“Eu repito que não tenho paixão por trilhos nem por rodas, mas, se o governo federal diz que não tem dinheiro para fazer transporte com trilhos, vamos aderir ao consenso”, afirmou o governador Jaques Wagner (PT), em entrevista ontem, complementando que para ele o importante é o melhor para a capital baiana.

O titular da Secretaria Estadual do Planejamento (Seplan), Zezéu Ribeiro, em entrevista à Tribuna, embora nas entrelinhas, deixou claro que o caminho para a capital baiana deverá mesmo ser o Bus Rapid Transit (BRT). “A ministra está cumprindo apenas um compromisso pactuado entre as cidades-sede”.

O secretário admitiu também que o resultado final do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) realizado pelo Governo da Bahia para definir o modal de transporte ainda não saiu porque há, pelo menos até então, impasse entre as três esferas do Poder Executivo: governo federal, através do Ministério dos Transportes; governo do estado e Prefeitura Municipal do Salvador. “Ainda não podemos anunciar o resultado final.

Tem a questão técnica e tem a questão política. As esferas do poder federal têm que ter entendimento para haver posição concreta para partirmos para a execução das obras. Tem que definir qual é o projeto”, disse Zezéu.

Em entrevista a este diário, na edição de ontem, o secretário João Leão reafirmou que BRT é mais viável para Salvador não ficar travada durante a maior competição esportiva do planeta. De acordo com Leão, o único modal que possui projeto pronto, o que, inclusive, é essencial para licitação das obras e, diga-se de passagem, já está aprovado pela Caixa Econômica Federal desde 2010, é o BRT.

“Temos planos de colocar o metrô nos trilhos e ampliá-lo. A meta, na verdade, é fazer uma revolução no transporte público de Salvador, mas é uma questão de bom senso. O BRT neste momento é o mais viável, pois, além de ter projeto aprovado pela Caixa Econômica Federal, possui um montante de R$ 570 milhões liberados, valor necessário para sua implementação, enquanto o VLT custaria R$ 2,7 bilhões”.
Câmara inicia debate sobre Copa

A Copa do Mundo de Futebol já chegou ao Brasil e a Câmara Municipal de Salvador sai na frente dos debates nacionais com a realização, no próximo dia 25, das 9h às 17h, no Centro de Cultura da Câmara, do Fórum de Expectativas de Ações para a Cidade do Salvador em Relação à Copa 2014. “Nosso objetivo é conhecer as ações estratégicas das instituições envolvidas para a realização da Copa 2014 e o legado que ficará para a cidade e o cidadão”, destaca o presidente da Câmara, vereador Pedro Godinho (PMDB). Ele reforça a necessidade que todos têm de saber mais sobre as “aspirações e interesses da população de Salvador”.

Para o vereador Sandoval Guimarães (PMDB), presidente da Comissão de Acompanhamento dos Empreendimentos da Copa 2014, o evento servirá, sobretudo, para “informar a sociedade soteropolitana sobre as políticas governamentais em relação à capital baiana”. O vereador falará das diretrizes das políticas públicas da Câmara.

O secretário estadual Ney Campello, da Secretaria Extraordinária de Acompanhamento dos Empreendimentos da Copa 2014, abordará o legado do governo estadual para a Copa. Já o secretário municipal Leonel Leal, gestor do Escritório Municipal da Copa, destacará as ações da administração municipal para o evento esportivo.

Também vão explanar sobre o assunto a senadora Lídice da Mata, presidenta da Subcomissão Temporária da Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016; o conselheiro Paulo Maracajá, presidente do TCM, entre outros.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br