Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Presidente Jair Bolsonaro voltou a pregar contra as medidas de restrição e culpou governadores e a mídia pela grave situação em que o Brasil se encontra (Foto: Reprodução)
Presidente Jair Bolsonaro voltou a pregar contra as medidas de restrição e culpou governadores e a mídia pela grave situação em que o Brasil se encontra (Foto: Reprodução)


Enquanto milhões de brasileiros choram as mortes de amigos e familiares vítimas da Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro sorri. Em conversa com apoiadores na porta do Palácio da Alvorada na noite desta terça-feira (6), o titular do Planalto riu em meio aos elogios de sua claque, voltou a pregar contra as medidas de restrição e culpou governadores e a mídia pela grave situação em que o Brasil se encontra.

Justamente no dia em que o país bateu o recorde macabro de 4 mil mortes por Covid-19, o que representa quase 40% dos novos óbitos em todo o mundo, Bolsonaro ainda debochou da alcunha de “genocida”.

“O pessoal entrou naquela pilha de homofóbico, racista, fascista, torturador. Agora é o quê? Agora eu sou, que mata muita gente, como é que é o nome? Genocida. Agora eu sou genocida”, disparou, dando risadas.

Vídeo

Veja também:

Coronavac é eficaz contra variante brasileira, mostra estudo feito em Manaus

Pacto mortal: Brasil ultrapassa 4 mil vítimas de covid-19 em um dia

Camaçari registra primeira morte infantil causada por covid-19

Após reabrir comércio, prefeitura libera wi-fi nas praças

Reabertura do comércio em Camaçari: quem pagará a conta?

Baixa vigilância sobre variantes na América Latina vira ameaça ao mundo

Número de mortes por covid em março é 4 vezes maior que em fevereiro

Camaçari registra 285 mortes em março: recorde dos últimos seis anos

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br