Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Eduardo Pazuello: general está ocupando o posto de ministro da Saúde interino (Foto: José Dias | PR | Flickr)
Eduardo Pazuello: general está ocupando o posto de ministro da Saúde interino (Foto: José Dias | PR | Flickr)

Mudanças reforçam o que secretários estaduais e gestores do SUS chamam de "tutela" do Planalto e da área militar na hierarquia da pasta

O ministro da Saúde interino, general Eduardo Pazuello, nomeou nesta terça-feira (19) nove militares para cargos de assessoramento, coordenação e diretorias da pasta.

Além disso, o secretário executivo adjunto, coronel Antônio Élcio Franco Filho foi designado como substituto eventual de Pazuello, que está interinamente no comando da Saúde desde a saída do médico Nelson Teich na última sexta-feira. O presidente Jair Bolsonaro ainda não escolheu um novo titular para o ministério.

As nomeações estão publicadas no Diário Oficial da União (DOU) de hoje. O governo começou a ampliar o número de militares na pasta da Saúde logo depois de Luiz Henrique Mandetta deixar o cargo de ministro em meados de abril, dando lugar a Teich. A primeira nomeação foi justamente a do general Pazuello, como número dois de Teich e agora ministro provisório.

Como o Estadão noticiou no início do mês, a equipe do então ministro Nelson Teich já vinha recebendo nomes indicados pela ala militar para cargos estratégicos. As mudanças reforçam o que secretários estaduais e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) vêm chamando de “tutela” do Palácio do Planalto e da área militar na hierarquia da pasta.

No último dia 6, uma primeira lista de militares já havia sido nomeada na Saúde, dentre eles o tenente-coronel Reginaldo Ramos Machado, para diretor do Departamento de Gestão Interfederativa e Participativa, e o também tenente-coronel Marcelo Blanco da Costa, assessor do Departamento de Logística em Saúde.

As nomeações de hoje são:


Luiz Otávio Franco Duarte, assessor especial do ministro.
Giovani Cruz Camarão, coordenador de Finanças da Coordenação-Geral de Execução Orçamentária, Financeira e Contábil, da Diretoria-Executiva do Fundo Nacional de Saúde, da Secretaria-Executiva.
André Cabral Botelho, coordenador de Contabilidade, da Coordenação-Geral de Execução Orçamentária, Financeira e Contábil, da Diretoria-Executiva do Fundo Nacional de Saúde, da Secretaria-Executiva.
Alexandre Magno Asteggiano, assessor do gabinete do ministro.
Marcelo Sampaio Pereira, diretor de Programa da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde.
Vagner Luiz da Silva Rangel, coordenador-geral de Execução Orçamentária, Financeira e Contábil, da Diretoria-Executiva do Fundo Nacional de Saúde da Secretaria Executiva.
Angelo Martins Denicoli, diretor do Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS, da Secretaria-Executiva.
Mario Luiz Ricette Costa, assessor técnico, da Subsecretaria de Planejamento e Orçamento.
Ramon da Silva Oliveira, coordenador-geral de Inovação de Processos e de Estruturas Organizacionais, da Subsecretaria de Assuntos Administrativos, da Secretaria-Executiva.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

Veja também:

Secretário-executivo Eduardo Pazuello assume interinamente Ministério da Saúde

Camaçari soma 91 casos da Covid-19; novo óbito é registrado

Saída de Teich repercute no mundo: “Brasil volta a ficar sem ministro”

Teich deixa o Ministério da Saúde com menos de um mês no cargo

Bolsonaro desautoriza Teich sobre cloroquina e atividades essenciais: Tem que estar afinado comigo

Governadores saem preocupados de reunião com Nelson Teich: 'ele está perdido'

'E daí? Quer que eu faça o quê?’, diz Bolsonaro sobre mortes por coronavírus; 'Sou Messias, mas não faço milagre'

Conheça o oncologista Nelson Teich, médico que vai substituir Mandetta

Mandetta deixa Ministério da Saúde sob aplausos

Em meio à crise do coronavírus, Mandetta anuncia em rede social que foi demitido por Bolsonaro

Mandetta não aceita demissão de secretário: 'Vamos trabalhar juntos até sairmos juntos'

Troca no Ministério da Saúde 'deve ser hoje, mais tardar amanhã', diz Mandetta

Considerado braço direito de Mandetta, secretário pede demissão

Mandetta já avisou à equipe que vai ser exonerado, diz jornal

Bolsonaro começa avaliar nomes para substituir ministro da Saúde

Bolsonaro quer forçar Mandetta a pedir demissão após ministro perder apoio entre militares

Brasileiro não sabe se escuta ministro ou presidente, diz Mandetta

Mandetta diz que permanecerá em ministério e volta a defender isolamento: “Vamos continuar”

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br