Galeria de Fotos

Não perca!!

Política

Deputado federal baiano Pastor Sargento Isidório (Avante) (Foto: Reprodução)
Deputado federal baiano Pastor Sargento Isidório (Avante) (Foto: Reprodução)

O deputado federal baiano Pastor Sargento Isidório (Avante) explicou o motivo de ter mudado o voto na reforma da Previdência, aprovada na Câmara dos Deputados. No primeiro turno, o parlamentar votou favorável ao texto do governo Jair Bolsonaro. No entanto, mudou seu posicionamento no segundo turno.

O deputado, que é pré-candidato a prefeito de Salvador, disse que sofreu pressão dos eleitores por ter se posicionado a favor do texto. "Teve aquela história de que tirando os quatro piores pontos poderia votar, depois foram os sete pedidos aqui do governador Rui Costa, por causa do Nordeste. Eu caí naquilo ali e dei voto no primeiro turno. Depois eu vi que quem estava se lenhando era o povo. Meus eleitores dizendo 'eu não quero'. Fui xingado de bicha louca, desgraçado, traidor, até de viado velho. Quando disseram 'viado velho', eu disse 'chega'. Percebi que era uma enrascada e tirei meu voto", afirmou.

Corrida pela prefeitura de Salvador

Isidório está decidido a disputar o Executivo de Salvador nas eleições do ano que vem. Integrante do grupo do governador Rui Costa (PT), o parlamentar afirma que não carrega consigo apenas o lado folclórico e garante que está pronto para discutir assuntos sérios. "É preciso discutir a questão social, a mobilidade, a saúde, a educação, vida do povo. Discutir a administração pública, discutir gestão", descreveu.

O pré-candidato está em busca de apoio político para agregar tempo de televisão durante a campanha. "Ninguém faz nada sozinho. Até para ser corno, você precisa ter alguém para lhe dar galho. Todo mundo que vai ser prefeito, tem que ter uma equipe, se cercar de pessoas com competências, que gostem de gente, que sejam éticas. Estou sentindo que o doutor Otto Alencar está me cercando, também tem alguns secretários de Estado, secretários de prefeituras. E isso vai ajudar. Todo político precisa ter alguém para dar a mão", contou.

Além de Otto Alencar, senador e presidente do PSD baiano, Isidório indicou que já procurou o PSB, o PP e o PR.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br