Galeria de fotos

Não perca!!

Política

O prefeito de Salvador, ACM Neto, apresentou o balanço da festa nesta Quarta-feira de Cinzas (Foto: Reprodução)
O prefeito de Salvador, ACM Neto, apresentou o balanço da festa nesta Quarta-feira de Cinzas (Foto: Reprodução)

O prefeito de Salvador, ACM Neto, apresentou na tarde desta Quarta-feira de Cinzas, 6, o balanço dos seis dias de Carnaval na capital baiana. Durante a coletiva, o gestor se disse satisfeito com o resultado final da folia, já que o número de visitantes na cidade superou as expectativas.

"Nós conseguimos registrar um ingresso de 1 milhão e 76 mil pessoas no período do Carnaval, superando a nossa meta estimada", comemorou ACM Neto. O número estimado pela prefeitura era de 800 mil.

O gestor também ressaltou a importância que a festa tem para cidade, que, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), se encerrou pelo segundo ano consecutivo sem nenhuma ocorrência de homicídio.

"Temos que aproveitar esse belo Carnaval que aconteceu em 2019, para que Salvador continue em uma crescente, melhorando a economia, criando empregos e ampliando a inclusão econômica de milhares de pessoas", disse.

Este ano, a folia de Momo contou com 107 trios independentes, 72 blocos, 1.850 artistas e 76 horas de música no circuito Dodô (Barra-Ondina), considerado o mais movimentado da capital baiana. Já o tradicional Circuito Osmar (Campo Grande), reuniu 1.700 artistas, 82 blocos, 79 trios independentes e 85 horas de música. No Circuito Batatinha (Pelourinho), foram 61 horas de música, 100 blocos e 1140 artistas.

Segurança

No Carnaval deste ano, foram apreendidos 1.154 objetos perfurantes nos circuitos da folia, representando uma redução de 24,5% em relação ao ano passado.

Além disso, quase 40 mil crianças foram identificadas com ajuda das pulseiras, o que representou um aumento de 32,5% em relação ao ano passado.

Durante todo a festa, foi registrado a perda de 257 documentos em todo os circuitos, representando uma queda 44,5%, em relação ao ano passado.

Violência

Tendo como marca registrada, campanhas como "Não é Não" e "Pare, Pense e Use Camisinha", a folia de 2019 também se destacou como o primeiro Carnaval onde o assédio foi configurado definitivamente como crime de importunação sexual.

Em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), foi informado um registro de 6 ocorrências de importunação sexual durante a folia.

Além disso, ainda de acordo com a SSP-BA, os postos com atendimento relacionado à violência contra a mulher contabilizaram 10 prisões, adotaram cinco medidas protetivas e receberam sete queixas de importunação sexual.

Saúde

Registrando uma queda de 0,8% nos atendimentos, comparado ao Carnaval anterior, os módulos de assistência contabilizaram um total de 4.946 atendimentos durante toda a folia. Dentre esses, os que mais se manifestaram, foram casos de intoxicação alcoólica, dor de cabeça e enjoo, representando 80% dos casos.

A diminuição significativa de episódios de agressão por arma branca também foram destaque positivo da folia. Esse ano, foram contabilizados 253 casos, um decréscimo de 26% em relação ao mesmo período de 2018.

Mobilidade


Transportando quase 5 milhões de pessoas durante os dias de festa no sistema de transporte convencional, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) considerou a sua operação de transporte como um sucesso.

O Elevador Lacerda, que operou gratuitamente durante a festa de Momo, transportou 215 mil pessoas. O Plano Inclinado Liberdade/Calçada transportou 40 mil pessoas cidadãos.

Durante o evento, 476 abordagens foram realizadas aos taxistas, havendo 75 autuações, sendo 51 por recusa de passageiro e 20 por cobranças fora do taxímetro.

Com uma redução de 36% comparado ao ano anterior, a Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador) removeu um total de 472 veículos, contra 743 em 2018.

Outro número também positivo foi o de acidentes, registrando 144, contra 162 em 2018, uma queda de 11%. Porém, destes acidentes apenas um teve ligação mais direta com a festa.

As blitz de Lei Seca foram intensificadas no período de Carnaval. Totalizando um número de 2.666 abordagens entre quarta, 27, e terça, 5. Dessa vez, a estatística apresentada superou em 4% a do ano anterior.

Veja também:

Mais de 90 pessoas são presas durante o Carnaval

Carnaval - Doze pessoas são presas no circuito Dodô

Carnaval - Suspeito de homicídio é preso em circuito após reconhecimento facial

Bolsonaro posta vídeo obsceno no Twitter e causa revolta na rede social

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br