Galeria de fotos

Não perca!!

Política

Se depender da confiança do vice-governador da Bahia, João Leão (PP), o governador Rui Costa (PT) será reeleito na eleição deste ano. Ontem, o pepista apostou que o seu aliado terá uma vitória “folgada” no pleito, independente, de quem será o adversário. “Nós estamos tão folgados nesta eleição que eu, Rui Costa, Jaques Wagner, não estamos pensando em eleição. Nós estamos pensando em trabalhar, executar, fazer acontecer na Bahia. É isso que nós queremos”, afirmou, em entrevista à rádio Metrópole. Na avaliação de Leão, o governador vencerá em Salvador – maior colégio eleitoral do estado – com mais de 100 mil votos de diferença. “Pode ter certeza”, frisou. Na eleição de 2014, Rui Costa venceu, na capital baiana, o ex-governador e hoje secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto (DEM), com quase 10 mil de frente.

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o petista recebeu 509.498 votos contra 499.291 do democrata. “Nós vamos ganhar a eleição seja quem for [o adversário]. [ACM] Neto, Chico, Francisco, Zé, Mané... Nós vamos ganhar com muito mais [votos] do que na eleição na anterior”, asseverou. Leão negou que estivesse “subestimado” o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), provável adversário do governador Rui Costa. O chefe do Palácio Thomé de Souza foi reeleito, na eleição de 2016, com 73,99%, o equivalente a 982.246 votos. “Não estou subestimando. Eu gosto de Neto e não tenho nada contra ele”, frisou.

O vice-governador negou taxativamente qualquer aproximação com os aliados do gestor municipal. “Isso é conversa fiada. Isso não existe. Tenho uma relação muito boa com todo mundo, graças a Deus. Faço uma política de boa vizinhança”, salientou. Ainda na entrevista, Leão evitou comentar a montagem da chapa governista. Disse que o grupo vai sentar para definir, mas fez questão de ressaltar que acredita na permanência da senadora Lídice da Mata (PSB) na ala do governo. Nos bastidores, comenta-se que a socialista cogita lançar candidatura independente, se for preterida na composição de Rui Costa. “A chapa do nosso sonho é a [chapa] que grupo definir”, pontuou Leão. O vice do Palácio de Ondina também não descartou a possibilidade de conversar com o Movimento Democrático Brasileiro (MDB), como foi rebatizado PMDB, para que o partido se junte ao grupo de Rui. “Eu mesmo conversaria como MDB. Não acho que o MDB era Geddel [Vieira Lima]. O partido não tem culpa do que seus dirigentes fazem. Seus dirigentes que se responsabilizem pelo aquilo que fez”, ressaltou.

Vice-governador diz que Lula não será preso

O vice-governador João Leão disse, ontem, não acreditar na hipótese de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ser preso. No entendimento dele, “o povo tem dúvida” sobre a culpa do petista nas investigações da Lava Jato. “Não acho que vão prender Lula. O negócio é meio diferente com Lula”, afirmou Leão, em entrevista à rádio Metrópole.

O recurso do ex-presidente será julgado no dia 24 de janeiro pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre. Lula foi condenado, em julho do ano passado, pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo da Lava Jato na primeira instância, a nove e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A acusação é de que o petista ocultou a propriedade de uma cobertura triplex em Guarujá, no litoral paulista, recebida como propina da empreiteira OAS, em troca de favores na Petrobras. Foi a primeira vez, na história, que um ocupante da Presidência foi condenado por um crime comum no país.

 

Enquete

Pena de morte no Brasil
 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br