Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

A metralhadora giratória de críticas do deputado estadual Paulo Azi (DEM) contra o governo baiano continua tão bem municiada este ano, quanto a que usou no ano passado (foto/CFF/Carlos Eduardo Freitas)
A metralhadora giratória de críticas do deputado estadual Paulo Azi (DEM) contra o governo baiano continua tão bem municiada este ano, quanto a que usou no ano passado (foto/CFF/Carlos Eduardo Freitas)

A metralhadora giratória de críticas do deputado estadual Paulo Azi (DEM) contra o governo baiano continua tão bem municiada este ano, quanto a que usou no ano passado. Na sessão desta quinta-feira, 16 de fevereiro, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o democrata disse que a aprovação do requerimento de urgência para votação dos projetos de leis que dão reajustes salariais aos policiais militares do estado foi uma “manobra do governo para evitar o aprofundamento do debate e impedir que a oposição esclareça e mostre que o governo tem folga orçamentária para conceder um reajuste melhor ao funcionalismo e para antecipar a GAP dos policiais militares”.

“A votação só acontecerá em março e não se admite urgência para um projeto que vai incidir somente em novembro”, retrucou Azi. E continuou: “Fomos contrários aos dois requerimentos porque conhecemos os números e queremos mostrar que o governo tem condições de melhorar sua proposta de reajuste. Afinal, 6,5% não é aumento salarial, é reposição”.

Apesar do esforço da oposição, os requerimentos foram votados e aprovados, por conta de a base governista ter esmagadora maioria na Casa legislativa.

Veja também: ALBA adia votação de reajustes para PMs; morte do pai do presidente Marcelo Nilo

Saiba mais sobre: Política

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br