Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

[...] o que impactou mesmo na atividade legislativa de hoje foi a notícia da morte do pai do deputado Marcelo Nilo (PDT), presidente da ALBA (foto/Carlos Eduardo Freitas)
[...] o que impactou mesmo na atividade legislativa de hoje foi a notícia da morte do pai do deputado Marcelo Nilo (PDT), presidente da ALBA (foto/Carlos Eduardo Freitas)

E ficou para depois do carnaval a votação dos projetos de lei que concedem reajuste salarial de 6,5% aos servidores públicos baianos, retroativo a janeiro, e o escalonamento de gratificações policiais (GAP 4 e GAP 5), na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). Apesar de os requerimentos de urgências terem sido aprovados na sessão ordinária desta quinta-feira, 16 de fevereiro (já no fervilhar do carnaval soteropolitano), apesar da agitação no plenário, críticas da oposição e pedidos de verificação de quórum para votação, o que impactou mesmo na atividade legislativa de hoje foi a notícia da morte do pai do deputado Marcelo Nilo (PDT), presidente da ALBA.

Foi o líder da maioria, o deputado Zé Neto (PT), quem passou a triste informação aos seus pares parlamentares. “Conversava agora a pouco com o deputado Marcelo Nilo sobre a urgência da votação desses dois projetos de reajustes para os policiais militares, quando ele recebeu o telefonema informando do falecimento do pai dele. Nossa atitude foi de sugerir a suspensão dos trabalhos na Casa, mas ele, numa atitude honrosa, disse que votássemos pelo menos os requerimentos de urgência, por conta da folha de pagamento, para integrar o reajuste de 6,5% aos servidores”, explicou o petista.

Zé Neto disse ainda que a atitude de Nilo, mesmo comovido pela notícia, foi grandiosa, vinda de um homem público, devido ao momento pelo qual passa o estado, devido às negociações recentes que resultaram no fim da greve de parte da PM baiana.

O deputado Álvaro Gomes (PCdoB), que presidia a sessão, em substituição à Nilo, falou da solidariedade que os deputados da Casa prestavam ao presidente do parlamento e desejou estimas de força para o parlamentar, para que ele e família enfrentem “este momento difícil”. O comunista pediu um minuto de silencio do plenário, em memória à morte do senhor Edvaldo Nilo, pai do deputado Marcelo Nilo.

Veja também: CFF - Wagner anuncia novo contingenciamento na abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa

Saiba mais sobre Política

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br