Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Prefeitura traçou plano de policiamento ostensivo que garantiu tranquilidade aos cidadãos (foto/CFF/Marcelo Franco)
Prefeitura traçou plano de policiamento ostensivo que garantiu tranquilidade aos cidadãos (foto/CFF/Marcelo Franco)

Diante da onda de boatos que circulava em toda a Bahia espalhando o pânico e o medo no seio da população, eis que uma liderança política ousou fazer diferente, chamando para si a responsabilidade de manter a ordem e conter a propaganda terrorista – disseminada por uma minoria do movimento grevista - que apregoava o caos durante a recente greve da Polícia Militar.

Trata-se do prefeito de Camaçari, Luiz Caetano, que, juntamente com a sua equipe de assessores e secretários, saiu da clausura do gabinete e foi às ruas prestar atendimento, conversando com os seus munícipes e transmitindo uma mensagem de confiança, de que o poder público local estava efetivamente no controle da situação, garantindo o pleno funcionamento de empresas e instituições.

Durante o impasse entre PM’s e o Estado, o prefeito Caetano reuniu-se com os comandantes do 12º Batalhão da Polícia Militar, da Cipe-PI (Companhia Independente de Polícia Especializada – Pólo Industrial) e da Rondesp, além da Polícia Civil, Força Tarefa, Defesa Civil e STT (Superintendência de Trânsito e Transporte), e juntos traçaram um plano de policiamento ostensivo que garantiu a tranquilidade de quem mora, trabalha ou visitou Camaçari nesses dias críticos.

“Quando vimos o problema crescer daquela forma, tomar aquela dimensão, não nos acovardamos, fomos para cima. Chamamos para nós a responsabilidade e buscamos alternativas para garantir a segurança pública. Às vezes somente com a Polícia Civil, outras com policiais civis e o 12º Batalhão PM, com o coronel Demóstenes, e, também, com o major Piton, da Cipe”.

A decisão do chefe do Executivo camaçariense fez com que, durante os doze dias de paralisação dos policiais militares, o município praticamente não sentisse os efeitos negativos da crise. A boataria não prosperou e o cotidiano da cidade seguiu sem nenhum transtorno, para desespero daqueles que torceram e trabalharam para que o pânico se instalasse.

Os opositores da atual administração, de acordo o prefeito, na época em que eram governo, não tiveram postura firme e corajosa quando enfrentaram situação semelhante durante a greve de policiais em 2001. Ao contrário, o então prefeito e sua equipe se esconderam e  abandonaram o município à própria sorte. Uma atitude classificada como covarde pela maioria da população.

“Atravessamos essa crise diferentemente da oposição que mais uma vez se acovardou da mesma forma quando governou a cidade. Na greve que ocorreu durante o governo deles, eles, como autoridades, sumiram da cidade e foram todos embora para Salvador”, alfineta Caetano para, em seguida, completar: “Na época eu era oposição e fiquei na cidade, mesmo sem ter nenhum poder”.

Para o prefeito, mais uma vez os seus opositores não deram o ar da graça. Enquanto o governo municipal colocava em prática a estratégia de transmitir paz e segurança, com gabinetes itinerantes instalados no Centro Comercial, na praça Abrantes e no bairro Verde Horizonte, os oposicionistas atacavam nas redes sociais criticando a postura do prefeito e, ao mesmo tempo, incentivando e torcendo para que a greve não acabasse e que a situação em Camaçari fosse pior. Entretanto, nenhum fato de maior gravidade abalou a opinião pública em Camaçari, haja vista que as ocorrências policiais nos dias de greve, na sede do município e na orla, não ultrapassaram àquelas registradas em dias comuns.

Luiz Caetano ressaltou, ainda, que um verdadeiro líder se conhece na hora da crise, referindo-se à iniciativa do presidente do Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Jorge Eduardo Brandão. “Quero agradecer ao PHS pelo jornal que fez sobre isso. O presidente Brandão não perdeu tempo, imediatamente lançou um jornal mostrando tudo o que aconteceu em Camaçari”. Caetano salientou também que a imprensa de Camaçari cooperou de forma positiva. “Até mesmo alguns órgãos de imprensa que são contra o governo, que fazem campanha contra, colaboraram no sentido de sair dessa crise”, observou o prefeito.

O fim da greve dos policiais militares, decretada desde o último sábado (11), garantiu o clima de normalidade e devolveu a sensação de segurança a todos os cidadãos, não somente de Camaçari, mas, de todo o estado da Bahia.

Saiba mais sobre Política

Veja também: Novo modelo de gestão aproxima Prefeitura de Camaçari da população; expectativa é de continuidade

Verdes Horizontes - Moradores ficam satisfeitos com atendimento do prefeito no bairro

Rebatendo declarações da vice, Caetano volta a tranquilizar população ao "transferir" gabinete para Praça Abrantes

Caetano transfere gabinete para a feira da cidade; comércio funciona normalmente

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br