Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

(foto/Google)
(foto/Google)

Os deputados federais e pré-candidatos à tão cobiçada Prefeitura de Salvador ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT) continuam se estranhando. Pelegrino reagiu às declarações de Neto de que ele havia solicitado um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para trazer à Bahia apenas parlamentares do PT e de partidos da base aliada local para ajudar o governador Jaques Wagner (PT) nas negociações  com os policiais militares em greve.

O democrata afirmou que a oposição não foi convidada e que Pelegrino errou em não solicitar ao presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT), a formação de uma comissão suprapartidária para ajudar o governo do Estado.
O deputado Nelson Pelegrino utilizou seu tempo na sessão de ontem do parlamento federal para responder aos ataques do adversário.

“A primeira coisa que quero esclarecer ao deputado ACM Neto é que ele deveria respeitar a decisão coletiva da bancada baiana que, pela imensa maioria dos seus deputados e senadores, preocupados com a segurança dos baianos, foi à Bahia em um momento crucial, levar nossa posição ao governo do Estado e fazer uma conclamação aos policiais militares para que retornassem ao trabalho e garantir a segurança da população”.

Segundo Pelegrino, a reunião da bancada baiana contou com mais de 25 parlamentares de oito dos 11 partidos que a compõem e os três senadores. “Ante a gravidade da situação, de forma emergencial decidimos constituir uma comissão para ir à Bahia.

Essa comissão pediu ao presidente da Casa, deputado Marco Maia, que fizesse contato com o comando da Aeronáutica para disponibilizar uma aeronave a fim de nos deslocar até Salvador”, explicou o deputado. Ouvido pela Tribuna, ACM Neto foi taxativo: “Mentira. É mentira dele. Ligue para Imbassahy (PSDB), para Lúcio Vieira Lima (PMDB), para Fábio Souto (DEM), para Cláudio Cajado (DEM), para Jutahy (PSDB), ligue para todos os deputados de oposição e pergunte se Pelegrino convidou algum deles”, disparou.

Neto continuou e voltou a acusar Pelegrino de “ilegalidade” no uso da aeronave da União. “Reafirmo, nenhum dos deputados que fazem oposição a Wagner foi convidado. Pelegrino usou um avião da  FAB para fazer política. Isso é errado e é ilegal. Foi por isso que eu sugeri a criação de uma comissão suprapartidária, para tratar a situação da greve com seriedade”.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br