Galeria de Fotos

Não perca!!

Política

O revolucionário baiano Carlos Marighella, completaria 100 anos no próximo dia 05 de dezembro (foto/Google)
O revolucionário baiano Carlos Marighella, completaria 100 anos no próximo dia 05 de dezembro (foto/Google)
“Não tive tempo para ter medo”! “Marighella a vive”! Se estivesse vivo, o grande ícone da resistência ao regime militar ditatorial, que acometeu o Brasil de 1964 a 1985, o revolucionário baiano Carlos Marighella, completaria 100 anos no próximo dia 05 de dezembro. Para selar tal data, familiares e ex-companheiros do líder da revolução, com o apoio da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça e do Grupo Tortura Nunca Mais/Bahia, realização um ato em homenagem a Marighella. Confira abaixo todos os detalhes:

A Comissão de Anistia vai se reunir no Teatro Vila Velha, às 15hs, para analisar o requerimento formulado por familiares de Marighella, onde se pede que seja declarada a sua condição de anistiado. Carlos Augusto, filho do revolucionário, ressalta que o evento faz parte de uma campanha, denominada Marighella Vive, que pretende criar na Bahia um memorial dedicado aos brasileiros que lutaram contra o golpe militar e se tornaram, na prática, as principais figuras do momento democrático vivido no país, assim como, fazer justiça a memória de seu pai. "Marighella foi uma pessoa que deixou marca na vida do país, um verdadeiro herói nacional", explica.

O evento contará com as participações do ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, do governador Jaques Wagner, além de secretários de estado, vereadores, deputados, senadores, presidentes da OAB/BA e OAB/RJ e da viúva de Marighella, Clara Charf.

DocumentárioNo mesmo dia, às 20hs, acontece no Cine Glauber Rocha o lançamento na Bahia do documentário Marighella, feito pela sobrinha Isa Grispum Ferraz. Com 1h40 de duração, o longa é narrado pelo ator Lázaro Ramos e traça um retrato emocionado do líder político baiano.

Finalista do Festival do Rio e da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e selecionado ao Prêmio Itamaraty, o filme é fruto da inquietação pessoal de Ferraz. "É minha contribuição de registro de uma figura que viveu 40 anos na clandestinidade. Um jeito de tentar entender esse político complexo, trazendo mil faces dele para conhecimento do público", explica. De acordo com a sobrinha, ela tem boas recordações do tio, que escrevia, lia e amava a vida. "Aquela pessoa carinhosa e brincalhona vivia escondida em minha casa. Considerado perigoso e frio, com cartaz de procura-se, era o mesmo que fazia paródias de músicas de Roberto Carlos com nomes de meus coleguinhas da época", derrete-se.

Em seguida, no dia 07, o filme vai participar do Festival do Documentário em Cachoeira e depois, dia 10, no Festival de Havana, Cuba. A previsão é que o documentário entre em cartaz no cinema comercial em março de 2012.

Carlos Marighella

Considerado o inimigo número 1 da ditadura militar, Marighella foi assassinado em São Paulo, no dia 4 de novembro de 1969, por agentes do DOPS, órgão responsável pela execução de muitos opositores do regime militar. Seus restos mortais foram trazidos para Salvador em 10 de dezembro de 1979 – Dia Universal dos Direitos do Homem, logo depois da promulgação da Lei de Anistia. A cerimônia teve a presença e participação de centenas de pessoas para ouvir a leitura de uma mensagem escrita por Jorge Amado, amigo de Marighella e seu companheiro na bancada comunista da Assembléia Nacional Constituinte e na Câmara dos Deputados entre 1946 e 1948, lida na ocasião por Fernando Santana.

O túmulo do político foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, amigo do homenageado, e encontra-se no Cemitério Quinta dos Lázaros, na capital baiana.

Serviço

O quê: 53ª Caravana da Anistia – Cem anos de Marighella

Quando: 05 (segunda) de dezembro de 2011

Onde: Teatro Vila Velha, Avenida Sete de Setembro, às 15hs;
Cine Glauber Rocha, Praça Castro Alves, às 20hs - Salvador/BA.

Quem participa:

- Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo;
- Governador do Estado, Jaques Wagner;
- Secretários de Estado, deputados federais e estaduais, vereadores e senadores;
- Secretário Nacional de Justiça e Presidente da Comissão de Anistia/MJ, Paulo Abrão;
- Vice-Presidente da Comissão de Anistia, Suely Belato;
- Presidente do Grupo Tortura Nunca Mais – Bahia, Joviniano Soares de Carvalho Neto;
- Presidentes de partidos políticos da Bahia;
- Representante da Câmara Municipal de São Paulo, vereador Ítalo Cardoso;
- Presidentes da OAB-RJ, ABI-RJ e OAB-BA;
-Artistas baianos, representantes de movimentos sociais e familiares de Marighella.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br