Galeria de Fotos

Não perca!!

Política

O novo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (Foto: Natália Godoy/G1)
O novo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (Foto: Natália Godoy/G1)

No dia de sua posse, marcada para esta segunda-feira (6), o "Diário Oficial da União" publicou o primeiro ato do novo ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro.

Decreto assinado por Ribeiro e pela presidente Dilma Rousseff exonerou o secretário-executivo da pasta, Roberto de Oliveira Muniz, que era ligado ao ex-ministro Mário Negromonte, que pediu demissão na última quinta (2). Negromonte saiu após meses de denúncias de irregularidades na pasta, o que ele sempre negou.

A cerimônia de posse de Aguinaldo Ribeiro está marcada para as 17h no Palácio do Planalto. Ribeiro tem 42 anos, é deputado em primeiro mandato pelo PP da Paraíba e líder da bancada do partido na Câmara. Ele vai se licenciar do mandato para assumir o ministério.

Ribeiro é formado em engenharia civil e fez pós-graduação em administração. Foi secretário estadual de Agricultura, Irrigação e Abastecimento e de Ciência e Tecnologia, Recursos Hídricos e Meio Ambiente na Paraíba.

Como secretário de Agricultura, ele respondeu a ação de improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal. No julgamento, foi absolvido e diz que agora o assunto "está vencido".

Mário Negromonte, que reassumirá o mandato de deputado federal pelo PP da Bahia, disse que teve de deixar o cargo devido à divisão da bancada do partido, que, segundo afirmou, o desestabilizou politicamente.

"O maior problema foi que, além do fogo inimigo, houve o fogo amigo contra mim", afirmou. Para ele, Ribeiro terá êxito se conseguir unificar a bancada.

O novo ministro disse que pretende "estar junto" dos parlamentares. Ele afirmou que manterá uma "interlocução boa" com a bancada do partido, que controla o Ministério das Cidades desde 2005, ainda durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Ribeiro disse que buscará "bons técnicos, pessoas de ponta" para montar a equipe com a qual trabalhará no ministério. Segundo ele, a presidente Dilma Rousseff cobrou "resultados". As informações são do G1.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br