Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

(foto/Google)
(foto/Google)

O advogado e ex-presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), Dinailton Oliveira, esteve ontem em visita à Tribuna para um encontro com o diretor-presidente do jornal, Walter Pinheiro, e o diretor de relações institucionais, Marcelo Sacramento.

Presidente da OAB-BA entre 2004 e 2006, Oliveira discorreu sobre a atual situação da Justiça baiana e brasileira e, além de rebater declarações do atual presidente da Ordem, Saul Quadros, feitas em entrevista publicada com exclusividade pela Tribuna  no último dia 23, afirmou que existe a possibilidade de que concorra como candidato nas próximas eleições para a presidência da seccional.

Em destaque nacionalmente, a atual questão que envolve o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foi alvo de observação do advogado. “Vejo uma pressão muito grande e o que se apresenta, infelizmente, é que temos uma fatia considerável de corrupção nesse contexto. O que é lamentável”, pontuou Dinailton. Para ele, a Justiça baiana continua com problemas e carece de atuações e providências mais enérgicas.

“Aqui a Justiça continua com as mesmas fragilidades de sempre. Os vícios não foram sanados e enquanto existirem grupos, eles continuarão existindo. Essas mudanças a conta-gotas no Judiciário fazem as coisas mudarem de maneira muito lenta. Haveria muito mais agilidade se fossem implementadas mudanças mais efetivas”, considerou.

Na oportunidade, Dinailton afirmou que, ao deixar a presidência da OAB em 2006, deixou a seccional em plena organização financeira e administrativa, inclusive sem débitos e com uma composição bem consolidada, rebatendo a assertiva do atual presidente Saul Quadros de que teria deixado débitos a pagar. “Não há o que falar sobre a nossa gestão”, afirmou.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br