Galeria de Fotos

Não perca!!

Política

Li4vLi4vLi4vaW1hZ2VzL3N0b3JpZXMvcG9saXRpY2EvbGVpdHJhdGFtZW50by5qcGcmYW1wO3c9OTAwJmFtcDtoPTYwMCZhbXA7cT05MCZhbXA7emM9MA==.jpgOs trabalhos na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) voltaram com todo gás, após recesso. Foi apresentado na Casa legislativa um projeto de lei que se destina a oferecer medidas que auxiliem alunos portadores de dislexia no estado. A proposição quer melhorar a identificação e tratamento do distúrbio para alunos da rede estadual de ensino, com vistas numa melhoria no sistema educacional e, com isso, uma educação de maior qualidade, promovendo a cidadania desses indivíduos.

"Como a dislexia independe de causas intelectuais, emocionais e culturais, a incorporação do cuidado ao disléxico deve ter caráter multidisciplinar, ou seja, somente uma equipe especializada poderá estabelecer um diagnóstico preciso", afirmou a deputada estadual Graça Pimenta (PR). Para ela, as equipes multidisciplinares responsáveis pelos diagnósticos deverão ser compostas por profissionais das áreas de psicologia, fonoaudiologia e psicopedagogia.

Segundo justifica a proposição, a dislexia consiste em um distúrbio na leitura, escrita e soletração, ocasionando, por consequência, uma defasagem no aprendizado. As pessoas disléxicas apresentam dificuldade na associação do som à letra; costumam trocar letras ou escrevê-las na ordem inversa. O PL explica ainda que a doença trata-se, porém, de um problema visual, envolvendo o processamento da escrita no cérebro, sendo também comum confundir a direita com a esquerda no sentido espacial. Aproximadamente, 15% da população mundial é disléxica.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br