Galeria de fotos

Não perca!!

Política
Em: 08/11/18 - 16:17 Fonte: Brasil 247 Editoria: Política

Moro quer regras mais duras contra 'leniência' do sistema prisional

Juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça (Foto: Reprodução)

O juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, se reuniu nesta quinta-feira (8) em Brasília com o atual titular da pasta, Torquato Jardim, e defendeu o "endurecimento" das regras para que o sistema prisional deixe de ser "leniente" com quem pratica crimes graves.

Leia mais...
 
Em: 08/11/18 - 11:46 Fonte: BNews Editoria: Política

Câmaras de Maragogipe e Buritirama têm contas rejeitadas pelo TCM-BA

Os dois vereadores ainda podem recorrer contra as decisões (Foto: Reprodução)

Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), em sessão realizada nesta quarta-feira (7), rejeitou as contas das câmaras municipais de Buritirama e Maragogipe.

Leia mais...
 
Em: 08/11/18 - 10:42 Fonte: Agência Brasil Editoria: Política

Bolsonaro negocia reforma da Previdência com parlamentares

Presidente eleito Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Segundo o presidente eleito, a aprovação da reforma da reforma da Previdência é um avanço também para buscar soluções para as contas públicas

O presidente eleito Jair Bolsonaro se reúne hoje (8), pela manhã, com parlamentares no apartamento funcional dele em Brasília, para negociar a parte da reforma da Previdência. A finalidade é garantir a aprovação ainda este ano de algumas propostas de tramitação mais simples no Congresso Nacional.

Leia mais...
 
Em: 07/11/18 - 16:56 Fonte: BNews Editoria: Política

"Como bom soldado, estou aguardando o comando", diz Bira Corôa se referindo ao governador Rui Costa

Deputado estadual Bira Corôa não se reelegeu nas últimas eleições (Foto BNews)

O deputado estadual Bira Corôa (PT), que não conseguiu se reeleger nas eleições de 2018, contou ao BNews seus planos para os próximos anos. Ele participou, nesta quarta-feira (7), junto com o vice-governador João Leão (PP), da inauguração de duas passarelas do Sistema Metroviário Salvador-Lauro de Freitas, nas estações Bairro da Paz e Tamburugy.

Leia mais...
 
Em: 07/11/18 - 14:22 Fonte: G1/Guilherme Mazui Editoria: Política

Bolsonaro vai extinguir Ministério do Trabalho: ”Vai ser incorporado a algum ministério”, disse

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) preferido pela maioria dos brasileiros

Presidente eleito afirmou que pasta será incorporada a ‘algum ministério’. Ele deu declaração após participar de almoço com o presidente do Superior Tribunal de Justiça.

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (7) que o Ministério do Trabalho, pasta criada há 88 anos, será incorporado “a algum ministério”. Ele, porém, não informou qual.

Bolsonaro deu a declaração após almoço no Superior Tribunal de Justiça (STJ), oferecido pelo presidente do tribunal e do qual também participou o juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça e Segurança Pública.

“O Ministério do Trabalho vai ser incorporado a algum ministério”, disse o presidente eleito, sem entrar em detalhes.

Nesta terça-feira (6), em meio às especulações sobre a incoporação, o Ministério do Trabalho divulgou nota na qual afirma que a pasta “seguramente capaz de coordenar as forças produtivas” a fim de “buscar o pleno emprego e a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros”.

“O futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado para a sua compatibilização produtiva, e o Ministério do Trabalho, que recebeu profundas melhorias nos últimos meses, é seguramente capaz de coordenar as forças produtivas no melhor caminho a ser trilhado pela Nação Brasileira, na efetivação do comando constitucional de buscar o pleno emprego e a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros”, diz o texto da nota.

O Ministério do Trabalho é o responsável por elaborar políticas e diretrizes para a geração de emprego e renda, além da modernização das relações de trabalho.

Além disso, a pasta também é responsável por realizar a fiscalização dos postos de trabalho; participar da elaboração de políticas salariais e de desenvolvimento profissional.

Militar na Defesa

Na mesma entrevista, Bolsonaro confirmou que o general Augusto Heleno, que já havia sido anunciado como ministro da Defesa, assumirá agora o posto de ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) em seu governo.

Sobre o comando da Defesa, o presidente declarou que o ministro será um oficial-general de quatro estrelas, o topo das carreiras no Exército, Marinha ou Aeronáutica.

Bolsonaro não informou de qual Força será o ministro, mas destacou que o nome “está engatilhado”, com chance de ser anunciado até a próxima sexta (9).

O presidente eleito reafirmou ainda que um diplomata de carreira assumirá o Ministério das Relações Exteriores.

A respeito do senador Magno Malta (PR-ES), seu aliado e que não se reelegeu para o Congresso, Bolsonaro disse que ele tem condições de ser ministro no futuro governo.

Banco Central, Petrobras e BNDES

Questionado se o governo pretende manter Ilan Goldfajn na presidência do Banco Central, Bolsonaro declarou que terá de conversar primeiro com o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e, se for o caso, com o próprio Ilan.

“Depende se ele [Ilan] querer ficar. Eu nunca conversei com ele na minha vida. Passa pelo Paulo Guedes, ele vai apresentar para mim, se for o Ilan, a gente vai conversar”, disse o presidente eleito.

Bolsonaro também afirmou que Guedes, apelidado por ele de “Posto Ipiranga”, tratará da permanência ou não de Ivan Monteiro na presidência da Petrobras.

Ele não comentou sobre mudanças no comando do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Adiantou, contudo, que abrirá “o sigilo” das operações do banco logo na primeira semana do governo, que terá início em janeiro.

“BNDES, da minha parte, nós vamos abrir todo o sigilo para vocês, sem exceção”, declarou.

Embaixadas

Bolsonaro foi indagado na entrevista se pretende fechar alguma embaixada do Brasil no exterior. Segundo ele, a intenção é fechar embaixadas que estejam “ociosas”. “Se ela for ociosa, eu vou fechar sim”, disse.

Questionado a respeito da chance de fechar a embaixada da Palestina em Brasília, Bolsonaro declarou que discutirá o assunto.

“Vamos discutir esse assunto ainda. O problema ali que ela está muito próxima do Palácio do Planalto, nenhuma embaixada poderia estar tão próxima assim do Presidente da República. Nenhuma”, disse.

O presidente afirmou novamente que seria “prematuro” da parte do Egito alguma retaliação ao Brasil em razão da intenção de transferir a embaixada brasileira de Tel Aviv para Jerusalém.

O governo do Egito, país árabe que apoia a causa palestina, cancelou uma visita oficial ao país do atual ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 
Em: 07/11/18 - 14:22 Fonte: G1/Guilherme Mazui Editoria: Política

Bolsonaro vai extinguir Ministério do Trabalho: ”Vai ser incorporado a algum ministério”, disse

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) preferido pela maioria dos brasileiros

Presidente eleito afirmou que pasta será incorporada a ‘algum ministério’. Ele deu declaração após participar de almoço com o presidente do Superior Tribunal de Justiça.

Leia mais...
 


Página 4 de 1608

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br