Galeria de fotos

Não perca!!

Política
Em: 12/01/18 - 13:47 Fonte: Tribuna da Bahia Editoria: Política

Jutahy diz que não há motivo para ser vetado da chapa

Pré-candidato a senador, o deputado federal Jutahy Magalhães Júnior (PSDB) disse, ontem, que não há motivos para ser vetado em uma eventual chapa do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ao governo da Bahia. Nos bastidores, o comentário é de que, se Neto decidir postular o Palácio de Ondina, irá colocar uma condicionante para os partidos aliados. Ele determinará os nomes que vão compor a sua chapa. “Sinceramente acho que não [tem razões para eu ser vetado]. Tenho esperança de que ACM Neto seja o nosso candidato ao governo, e eu o apoiarei. Tenho a esperança também de ter o apoio dele para minha candidatura ao Senado”, afirmou o tucano, em entrevista à imprensa, durante a Lavagem do Senhor do Bonfim.

Leia mais...
 
Em: 12/01/18 - 13:46 Fonte: Tribuna da Bahia Editoria: Política

Leão diz que não aceitaria ser ministro de Temer

O vice-governador João Leão estaria sendo cotado para assumir o ministério da Saúde do governo Michel Temer, em substituição a Ricardo Barros, do PP. Segundo noticiamos na coluna Raio Laser, a articulação partiria do próprio ministro, que vai deixar o cargo para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, e é um dos amigos mais próximos de Leão em Brasília, e passaria diretamente pelo filho do vice-governador, o deputado federal Cacá Leão, membro ilustre do PP da Bahia.

Leia mais...
 
Em: 12/01/18 - 13:41 Fonte: Tribuna da Bahia Editoria: Política

Paulinho da Força assina manifesto de apoio a Lula

O deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, presidente do Solidariedade e da Força Sindical, assinou o manifesto “Eleição sem Lula é Fraude” que defende o direito de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser candidato na eleição presidencial deste ano. Aliado de Lula durante o governo do PT, Paulinho foi um dos principais defensores e articuladores do impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff. Segundo aliados do parlamentar, Paulinho justificou a adesão ao manifesto com o argumento de que “Lula só pode ser afastado pelo voto popular” e não por decisões judiciais. O ex-presidente foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão em primeira instância no caso do triplex do Guarujá. No dia 24 o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) vai julgar a apelação da defesa de Lula. Se a condenação for confirmada o petista pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa e ficar inelegível.

Leia mais...
 
Em: 12/01/18 - 13:39 Fonte: Tribuna da Bahia Editoria: Política

Petistas puxam "Volta Lula" durante caminhada

Na caminhada até a Igreja do Bonfim, o deputado estadual Marcelino Galo (PT) foi um dos aliados que puxaram o coro do "Volta Lula", ao lado de militantes, apoiadores e populares que o acompanhavam na saída da Igreja da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, em Salvador. "É perceptível o anseio da população para o retorno do presidente Lula. A classe trabalhadora, os mais pobres e mesmo os pequenos e médios empresários, já não aguentam mais as ações deletérias dos golpistas, que comprometem nossa soberania nacional, retira direitos e inviabiliza nosso desenvolvimento inclusivo e sustentável", avaliou Galo, que também acompanhará, em Porto Alegre, no dia 24, o julgamento do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4a Região.

Leia mais...
 
Em: 12/01/18 - 12:33 Fonte: Agência Estado Editoria: Política

Lula, Temer e Bolsonaro são os políticos mais pesquisados no Google em 2017

O desempenho não significa, necessariamente, apoio ou desaprovação dos internautas aos políticos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o presidente Michel Temer (MDB) e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foram os políticos mais pesquisados pelos brasileiros no Google em 2017. Levantamento do Broadcast Político com dados da plataforma mais popular da internet mostra que os três nomes predominaram nos termos mais procurados no ano passado quando o assunto foi política.

Leia mais...
 
Em: 12/01/18 - 10:01 Fonte: Estadão Conteúdo Editoria: Política

Crises fazem PT atrasar plano eleitoral de Lula

Embora o partido não confirme publicamente, dirigentes admitem em conversas reservadas que a situação jurídica de Lula também tem atrapalhado

O cenário político conturbado desde o início da Lava Jato, em 2014, o impeachment da presidente cassada Dilma Rousseff, em 2016, e a indefinição jurídica sobre a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva provocaram atraso no cronograma eleitoral do PT. Em eleições passadas, nesta altura da disputa, o partido já tinha definido os nomes da coordenação da campanha responsáveis pelas articulações políticas, mesmo que informalmente.

Leia mais...
 


Página 4 de 1456

Enquete

Pena de morte no Brasil
 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br