Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Policial

Somente neste ano, cerca de 20 pessoas já foram presas envolvidas nesse tipo de golpes (Foto: Reprodução)
Somente neste ano, cerca de 20 pessoas já foram presas envolvidas nesse tipo de golpes (Foto: Reprodução)

O Delegado titular da DRFRV, Nélis Araújo, deu dicas de como não cair nos golpes dos bandidos

Está pensando em comprar um carro na OLX? É bom ficar atento ao novo golpe que criminosos estão aplicando em Salvador. Se você ver uma oferta com preços muito baixos, propostas tentadoras e pedido de pagamentos antecipados, procure a polícia e denuncie. Esses são alguns dos indícios do golpe que os criminosos estão aplicando contra anunciantes e compradores de veículos pela internet.

Somente neste ano, cerca de 20 pessoas já foram presas envolvidas nesse tipo de golpes e outras 60 conduzidas pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) sob suspeitas de participação nos crimes. Em um dos golpes, os bandidos se passavam por advogados e médicos para atrair e enganar as vítimas. Nesta terça-feira (17), o delegado titular do DRFRV, Nélis Araújo Jr, conversou com o CORREIO e deu dicas para não cair na armadilha dos criminosos.

O golpe funciona da seguinte maneira: inicialmente, os bandidos escolhem um anúncio de venda de veículo na plataforma, burlam o site para alterar os dados dos anúncios com propostas de vendas tentadoras, com preços mais baixos que o mercado, caracterizados pela polícia como preços milagrosos, e divulgam uma nova proposta com os veículos sendo anunciados por um valor cerca de 20% mais barato que a oferta anterior, para atrair a atenção dos compradores.

Quando surgem os primeiros consumidores interessados, os golpistas agem imediatamente. Em um primeiro momento, após ter acesso aos dados do vendedor, eles fazem a alteração para os próprios dados e marcam os encontros com os compradores. As vítimas que foram enganadas só percebem que caíram num golpe quando os criminosos já estão em poder do dinheiro depositado e desaparecerem do alcance delas.

“Esses criminosos atuam com a subtração de um código da plataforma para plagiar os dados bancários do anunciante e substituir pelos deles. Com isso, eles conseguem manipular as informações e obter detalhes sobre o consumidor, por conversas no WhatsApp. Dessa forma, eles ludibriam as duas partes, conquistando a confiança tanto do comprador quanto do vendedor, ambos são vítimas do golpe”, explicou o delegado.

Investigação
Ao CORREIO, o delegado Nélis Araújo Jr. revelou que uma investigação, ainda em curso, aponta para uma das muitas quadrilhas que pratica os golpes em Salvador. Não há a atuação da quadrilha em bairros específicos, a quadrilha atua praticando os golpes na cidade inteira. Na maioria das vezes, elas são lideradas por pessoas no sistema prisional.

Uma das ações mais utilizadas por esses bandidos é a utilização de uma mulher, na maioria das vezes bem vestida, utilizando jaleco e se passando por médica, ou por advogada, para marcar os encontros com as vítimas nos estacionamentos de hospitais, centros médicos ou escritórios de advocacia da capital baiana para ganhar a confiança dos compradores e negociar os pagamentos.

Durante o encontro, os criminosos se apropriavam dos nomes de médicos e advogados dos respectivos locais onde marcavam os encontros para enganar as vítimas e solicitar um pedido de pagamento antecipado, se passando por muitas vezes por intermediador da venda para terceiros.

"Os principais artifícios desses criminosos são a falsidade ideológica, quando se passam por outras pessoas, além de aproveitar da boa fé das pessoas e atacar em cima dos preços baixos. Eles não têm um perfil específico de vítimas, são homens, mulheres, idosos, todas as pessoas que compram carros", contou.

O delegado informou ainda que a polícia já ouviu testemunhas e outros envolvidos na quadrilha e um mandado de busca e apreensão, além de quebra de sigilo bancário contra a mulher envolvida no golpe já foi expedido e a prisão e recuperação do dinheiro pode ser feita nos próximos dias. A polícia trabalha com o objetivo de prender a quadrilha completa.

Prisão
No último sábado (14), o DRFRV prendeu Fabrício Oliveira dos Santos, de 20 anos, e Gabriel Antônio de Souza, 18, na Avenida Vasco da Gama. A dupla comercializava carros roubados também no aplicativo OLX. De acordo com a polícia, a dupla atuava invadindo os sites de vendas e interferia nos negócios em andamento entre as partes, alterando dados bancários para recebimento dos depósitos, geralmente fora do estado.

Ainda segundo o delegado, os crimes praticados são tipificados como associação criminosa, estelionato ou mesmo organização criminosa, se tiver caráter transnacional. Para evitar o surgimento de mais casos, o delegado Nélis Araújo, deu dicas de como os compradores e anunciantes não caírem nos golpes dos bandidos. Uma das principais dicas é ficar atento ao valor da oferta.

O que diz a OLX
Procurada pelo CORREIO, a OLX informou, através de nota, que "não teve acesso às evidências de que esse caso ocorreu na plataforma, mas está à disposição das autoridades para colaborar na apuração dos fatos". A empresa informou ainda que "investe constantemente em tecnologia e no aprimoramento da relação com seus usuários, que recebem alertas e comunicados na plataforma sobre as melhores práticas de negociação".

Diariamente, em torno de 500 mil anúncios são inseridos na OLX. A empresa explica que não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários. "A empresa recomenda a adoção de melhores práticas de negociação, incluindo o levantamento de laudos e vistoria técnica do veículo para verificar itens como número da placa, procedência, documentação do veículo e histórico".

Confira as dicas da polícia antes de fazer uma negociação:

Atenção ao preço cobrado
Não fazer depósitos antecipados
Atenção redobrada para ofertas milagrosas
Marcar encontros em locais públicos e movimentados, para evitar ser vítimas de violência
Ter atenção aos falsos comprovantes bancários
Verificar o perfil do comprador e do vendedor na plataforma

OLX também orienta usuários com relação a segurança:
- Prefira fechar negócio em um lugar público;
- Evite realizar qualquer tipo de depósito antecipado (pagamento de entrada) sem antes ver o veículo de perto, verificar se está em bom estado e com todos os acessórios anunciados;
- Fique atendo se os vendedores alegarem que ganharam o veículo em uma promoção/sorteio ou que são  ex-funcionários de uma empresa;
- Desconfie se o veículo está em perfeito estado com valores muito abaixo do mercado;
- Caso esteja negociando com uma concessionária, busque sempre ir ao local e, novamente, evite qualquer pagamento antecipado;
- Verifique se o vendedor é o proprietário legítimo do veículo. Você pode verificar se o documento do carro é verdadeiro entrando em contato com o DETRAN.
- Aproveite também para verificar, pelo Renavam, se o veículo tem multas e IPVA pendentes;
(Registro Nacional de Veículos Automotores é o documento que nos permite verificar todo o histórico do carro. O Renavam é como se fosse o CPF, RG, Certidão de Nascimento e Óbito do veículo e vem impresso no CRLV - Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo, emitido pelo DETRAN, ou no documento de Transferência do Veículo. Desconfie de negociações em que o vendedor não possua ou não queira compartilhar estes dados.)
- Faça uma revisão com um mecânico de confiança antes de efetuar o pagamento;
- Seja cuidadoso com contratos de consórcios e prestações. Pesquise a documentação e o histórico da empresa envolvida;
- Fique atento aos vendedores que dizem trabalhar nas montadoras de veículos e que, a partir disso, conseguem automóveis mais baratos;
- Cuidado com anúncios que oferecem frete grátis para a entrega do veículo;
- Ao entrar em contato com o vendedor, evite negociações com terceiros. Certifique-se de que o vendedor é o legítimo proprietário, evitando aceitar contatos de terceiros;
- Caso esteja negociando com uma concessionária, evite realizar depósitos em contas de pessoas físicas.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br