Galeria de fotos

Não perca!!

Policial

 

 

Segundo a FAB, o piloto não respondeu às interrogações, uma das etapas das medidas de policiamento do espaço aéreo, e foi classificado como suspeito. Foto: Reprodução/Uol
Segundo a FAB, o piloto não respondeu às interrogações, uma das etapas das medidas de policiamento do espaço aéreo, e foi classificado como suspeito. Foto: Reprodução/Uol

A Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou, na manhã do último sábado (9), um avião carregado com cerca de 300 quilos de pasta base de cocaína. Duas aeronaves de defesa aérea A-29 Super Tucano da FAB e um avião radar E-99 foram empregados para monitorar e efetuar a interceptação do monomotor PT- IDV proveniente da Bolívia.

Segundo a FAB, o piloto não respondeu às interrogações, uma das etapas das medidas de policiamento do espaço aéreo, e foi classificado como suspeito.

O monomotor efetuou um pouso forçado em uma área rural nas proximidades do município de Tapirapuã (MT).

De acordo com o comandante de Operações Aeroespaciais, tenente-brigadeiro Carlos Vuyk de Aquino, a interceptação demonstrou que a FAB apresentou pronta-resposta à sociedade brasileira. “A Força Aérea Brasileira cumpre com sua missão constitucional de controlar o espaço aéreo brasileiro”, afirmou, em nota.

A interceptação faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, na qual atuam em conjunto a Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal.

 

 

Enquete

Qual seu candidato para presidente 2018?
 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br