Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Nacional

Ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Reprodução)
Ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Reprodução)

Ministro da Economia defende a venda da instituição na reunião ministerial cujo o vídeo foi liberado pelo STF e Bolsonaro alerta "só em 23"

No vídeo da reunião ministerial liberado nesta sexta-feira (22/05) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro da Economia, Paulo Guedes diz que o Banco do Brasil “não é nem tatu nem cobra” e defende a privatização da instituição financeira.

“Já notou que o BNDES e a Caixa são nossos, públicos, a gente faz o que a gente quer. Banco do Brasil a gente não consegue fazer nada e tem um liberal lá. Então tem que vender essa porra logo”, afirmou o ministro na reunião.

“Vamos dispensar o Rubem da próxima reunião aí, pô”, respondeu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aos risos se referindo ao presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, que também participou do encontro.

Novaes tentou apresentar dados positivos sobre a atuação do Banco do Brasil, mas foi interrompido por Guedes. “Confessa o seu sonho”, provocou o ministro da Economia. “Em relação (risos) à privatização, eu acho que fica claro que com o BNDES cuidando do desenvolvimento e com a Caixa cuidando da área social, o Banco do Brasil estaria pronto para um programa de privatização, né?, afirmou o presidente do Banco do Brasil.

Bolsonaro, então, alertou: “Isso aí só se discute, só se fala isso em vinte e três, tá?”.

Divulgação

Após as manifestações do ex-ministro Sergio Moro, da Justiça, da Advocacia-geral da União (AGU) e da Procuradoria-geral da República (PGR), o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta sexta-feira (22/05), autorizar a divulgação do conteúdo do vídeo da reunião ministerial com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O chefe do Executivo é alvo de um inquérito que também envolve o ex-juiz da Lava Jato.

Houve cortes, por parte de Celso de Mello, em trechos que mencionam outros países. “Assinalo que o sigilo que anteriormente decretei somente subsistirá quanto às poucas passagens do vídeo e da respectiva degravação nas quais há referência a determinados Estados estrangeiros”, destacou.

O presidente chegou a pedir para o decano não liberar a íntegra do vídeo: “Só peço: não divulga a fita toda”, disse Bolsonaro, na véspera da decisão de Celso de Mello. “Tem questões reservadas, tem particularidades ali. O resto, o que eu falei, tem dois pedacinhos de 15 segundos que eu falei de política externa que não pode divulgar. O resto, divulga”, completou.

Veja os vídeos da reunião ministerial liberados pelo STF:

Vídeo 01

Vídeo 02

Vídeo 03

Vídeo 04

Vídeo 05

Vídeo 06

Vídeo 07

Vídeo 08

Vídeo 09

Clique aqui e siga-nos no Facebook

Veja também:

Bolsonaro cometeu crime na reunião ministerial? Juristas comentam

Avalie - Os cinco momentos essenciais da reunião com Bolsonaro e Moro

Vídeo de reunião ministerial com Bolsonaro citado por Moro é liberado pelo STF

Celso de Mello envia à PGR pedidos de depoimento e de apreensão do celular de Bolsonaro

PF vai exibir amanhã às 8h o vídeo de reunião de Moro com Bolsonaro

Ex-chefe da PF presta depoimento em inquérito sobre acusações de Moro a Bolsonaro

Justiça Federal dá 72 horas para Bolsonaro explicar mudança no comando da PF no RJ

Moro: 'Você tem 27 superintendências, eu quero apenas uma', disse Bolsonaro

'Será que abandonamos toda e qualquer dignidade?', questiona Moro

Generais desmentem Bolsonaro: se ele quiser dar golpe que vá buscar apoio em outro lugar

Moro presta depoimento à Polícia Federal neste sábado

Bolsonaro nomeia André Mendonça para Ministério da Justiça no lugar de Moro

'Conta' pelas mortes por covid-19 é de prefeitos e governadores, diz Bolsonaro

Sergio Moro terá 'duelos' no STF contra Bolsonaro e Lula

Lava Jato vê espaço para obstrução de investigações com saída de Moro

Escolhido para chefiar a PF fez segurança de Bolsonaro e tem a confiança dos filhos

Bolsonaro diz que Moro propôs aceitar demissão de diretor da PF se fosse indicado ministro do STF

Vídeo - Bolsonaro faz pronunciamento no Palácio do Planalto

'Por enquanto, só lamentar', diz general Villas Bôas sobre saída de Moro

'Bolsonaro queria interferir na PF e ter acesso às investigações', diz Moro

The Intercept: Ei, general... desobedece quem tem juízo

Deputada diz que Bolsonaro quer afastar diretor da PF por investigação a Flávio

Moro pede demissão, mas Bolsonaro tenta reverter, diz jornal

'Não sou coveiro, tá?', diz Bolsonaro ao responder sobre mortos por coronavírus

Presença de Bolsonaro em aglomeração causa primeira 'saia-justa' no novo ministro da Saúde

Bolsonaro demite presidente do CNPq, órgão de fomento à pesquisa

Mandetta deixa Ministério da Saúde sob aplausos

Em meio à crise do coronavírus, Mandetta anuncia em rede social que foi demitido por Bolsonaro

Mandetta não aceita demissão de secretário: 'Vamos trabalhar juntos até sairmos juntos'

Troca no Ministério da Saúde 'deve ser hoje, mais tardar amanhã', diz Mandetta

Considerado braço direito de Mandetta, secretário pede demissão

Mandetta já avisou à equipe que vai ser exonerado, diz jornal

Bolsonaro começa avaliar nomes para substituir ministro da Saúde

Bolsonaro quer forçar Mandetta a pedir demissão após ministro perder apoio entre militares

Brasileiro não sabe se escuta ministro ou presidente, diz Mandetta

Mandetta diz que permanecerá em ministério e volta a defender isolamento: “Vamos continuar”

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br