Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Nacional

Policial e o computador do adolescente aprendido (Foto: Guilherme Pinto)
Policial e o computador do adolescente aprendido (Foto: Guilherme Pinto)

A Polícia Civil apreendeu, nesta segunda-feira, um menor de 16 anos, no Morro da Providência, no Centro do Rio. De acordo com o delegado Roberto Ramos, da 18ª DP (Praça da Bandeira), o adolescente é suspeito de estar planejando um ataque contra uma escola estadual, localizada na Zona Norte do Rio. Na casa dele, foi apreendido um computador.

A operação para localizar e apreender o adolescente contou com 25 homens, entre eles agentes da 18ª DP e da Coordenadoria de Recursos Especiais, além do apoio de um helicóptero. Segundo a polícia, o menor detido é ex-aluno da escola.

A direção do colégio procurou a polícia depois de saber que o rapaz havia conversado pela internet com alguns alunos. Nos diálogos, ele dizia que cometeria um ataque na próxima quarta-feira, mesma data de um atentado realizado numa escola dos Estados Unidos, em 1999. A apreensão do menor foi decretada na noite de domingo pelo Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça do Rio.

— A polícia chegou até o menor depois que a diretora procurou a 18ª DP neste domingo. Ela contou que um aluno do ensino médio a procurou dizendo que um ex-aluno enviou mensagem dizendo que iria cometer um atentado na escola — disse o delegado Roberto Ramos.

A polícia já sabe que o rapaz também chegou a fazer pesquisas na chamada deep web, local virtual em que se trocam informações sobre crimes, ódio e violência.

No celular do adolescente, a polícia encontrou um trecho de conversa onde ele diz que "terá que ser mais extremo" e posta a foto de uma arma.

Segundo o delegado, o menor foi ouvido e disse que estava afastado dos ex-colegas de classe porque tinha idéias divergentes da maioria dos colegas.

— Ele admitiu que sofreu bullying e que por isso mandou as mensagens amedrontado o outro adolescente — acrescentou o delegado.

Em outra mensagem apreendida, o adolescente menciona o que aconteceu em Suzano, em São Paulo, e diz que faria parte de um grupo que tem representantes em vários estados e que escolheria um alvo no Rio.

Na semana passada, um aluno de 17 anos esfaqueou um colega dentro do Ciep Brizolão Sérgio Carvalho, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, nesta quinta-feira, frequentava os mesmos chats na internet que os atiradores de Suzano (SP). O adolescente de 15 anos foi socorrido e levado para o Hospital Rocha Faria, também em Campo Grande. No momento do ataque, ele se defendeu com o braço, onde sofreu um corte profundo. O rapaz foi atendido e liberado.

Li4vLi4vLi4vaW1hZ2VzL3N0b3JpZXMvMjAxNi9NYXJjby8wMDAwMDAwMDAwMDAwMDAwMDB0cmVjaG9zLnBuZyZhbXA7dz05MDAmYW1wO2g9NjAwJmFtcDtxPTkwJmFtcDt6Yz0w.jpg

Trecho da conversa do jovem por aplicativo de mensagem (Foto: Reprodução)
Trecho da conversa do jovem por aplicativo de mensagem (Foto: Reprodução)

Veja também:

Em manifesto, terrorista da Nova Zelândia cita Brasil

Jovem é conduzido para a delegacia na Bahia por ameaça de ataque a escola

Atentados em mesquitas da Nova Zelândia deixam pelo menos 49 mortos

Jovem suspeito de participar do massacre em Suzano se apresenta à Justiça

Sobe para dez o número de mortos no massacre em escola de Suzano

Vídeo mostra desespero de alunos após tiros em escola em Suzano

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br