Galeria de fotos

Não perca!!

Política

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Até ontem parecia que Bolsonaro se recuperava bem. De repente teve que ser submetido a operação de emergência. Eis porque nunca se pode confiar cegamente em boletins médicos. Quem viveu a agonia de Tancredo Neves sabe do que estou falando. Nos boletins, ele melhorava a cada dia.

Depois da segunda cirurgia começam a pairar dúvidas na campanha Bolsonaro. O problema agora não é só que ele não vai sair do hospital antes do dia da eleição – isso é certo. Não se sabe quando irá sair. E isso muda a campanha presidencial mais uma vez.

Quando levou a facada aventou-se a possibilidade de ser eleito no primeiro turno, devido a uma suposta comoção popular. A comoção não veio. Depois da segunda cirurgia confirma-se que está fora de debates, sabatinas, eventos etc etc. Fora da campanha. É um candidato na UTI. Uma candidatura na UTI, porque ele não tem substituto.

A questão agora é saber se nas próximas pesquisas seu eleitor vai confirmar intenção de voto nele mesmo sem saber quando e se ele ficará bom ou se vai começar a migrar para uma chapa de alguma forma parecida com a dele – pelo menos na questão da vice – e impulsionar Alckmin-Ana Amélia. Pode ser o alento que faltava ao tucano para decolar.

A ausência dele da campanha pode ajudá-lo. Não vai se expor. Não vai dizer bobagens. Não será tão atacado. E também será bom para pacificar o ambiente político.

Mas vai expor o calcanhar de Aquiles da sua campanha. A insistência em esconder o vice pode chamar a atenção. Por que não assume em seu lugar? Por ser truculento demais? Por não ter jogo de cintura? Por não ser político? Se não tem condições de substituí-lo na campanha terá na presidência da República?

Os conflitos internos tendem a se acirrar. Muita gente achava até ontem que ele está no segundo turno. A realidade mostra que ele está na segunda cirurgia.

Veja também:

Bolsonaro evolui bem após nova cirurgia, diz boletim médico

Bolsonaro passa por cirurgia de emergência em São Paulo

Com quadro estável, Bolsonaro é transferido para hospital em São Paulo

Bolsonaro é esfaqueado durante ato de campanha em Juiz de Fora - Veja o vídeo

Homem que atacou Bolsonaro alegou 'questões pessoais'

Esquerda solidariza-se com Bolsonaro; direita hostilizou Lula depois dos atentados de março

“Risco de infecção existe”, diz médico após operação em Bolsonaro, que segue na UTI

Assessora de Dilma demitida por debochar de ataque a Bolsonaro

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br