Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Nacional

Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) (Foto: Reprodução)
Ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) (Foto: Reprodução)

Desdobramento do inquérito das fake news apura disseminação de notícias falsas

Perfis de 16 aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), investigados por suposta disseminação de fake news, foram bloqueados pelo Twitter e pelo Facebook nesta sexta-feira (24). A suspensão das contas foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os perfis apagados no Twitter são do presidente do PTB, Roberto Jefferson, dos empresários Luciano Hang, Edgard Corona, Otávio Fakhoury, Bernardo Küster, além do blogueiro Allan dos Santos e do assessor do deputado estadual de São Paulo Edson Salomão.

Em maio, eles foram alvos de busca e apreensão autorizadas pelo ministro, em desdobramento do inquérito das fake news, que apura ataques a ministros da Corte e disseminação de notícias falsas.

Na época, Moraes determinou o bloqueio de contas em redes sociais, como Facebook, Twitter e Instagram, de 16 investigados.

Em nota, o Twitter disse que "agiu estritamente em cumprimento a uma ordem legal proveniente de inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF)".

A decisão cita como titulares das contas a serem suspensas:

Roberto Jefferson, presidente do PTB
Luciano Hang, empresário
Edgard Corona, empresário
Otávio Fakhoury, empresário
Bernardo Küster
Allan dos Santos, blogueiro
Edson Salomão, assessor do deputado estadual de São Paulo Douglas Garcia
Winston Rodrigues Lima
Reynaldo Bianchi Júnior
Sara Giromini
Enzo Leonardo Momenti
Eduardo Fabris Portella
Marcelo Stachin
Marcos Dominguez Bellizia
Rafael Moreno
Rodrigo Barbosa Ribeiro

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br