Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

Medida foi aprovada no Senado por 38 votos a 29, após 12 horas de debate de acordo com a imprensa local (Foto: Reprodução)
Medida foi aprovada no Senado por 38 votos a 29, após 12 horas de debate de acordo com a imprensa local (Foto: Reprodução)

Procedimento poderá ser feito até 14ª semana de gestação

O Senado da Argentina aprovou, na madrugada desta quarta-feira (30) a legalização do aborto até a 14ª semana de gestação. Já confirmada na Câmara dos Deputados do país, a medida foi aprovada no Senado por 38 votos a 29, após 12 horas de debate de acordo com a imprensa local, confirmando uma das promessas de campanha do presidente Alberto Fernández.

Pela norma aprovada, segundo a agência oficial Télam, profissionais que não concordem com a prática podem invocar objeção de consciência para não se envolver ela.

Foram 12 horas de votação. A espera não impediu que, do lado de fora do Congresso, houvesse uma grande comemoração com pulos, abraços e choro de alegria de mulheres que defendem a causa. Também houve fogos de artifício na cor verde, que simboliza a luta pró-aborto.

Até então, a interrupção da gestação só era permitida em casos de estupro ou risco de morte da mãe.  

A sessão no Senado foi comandada por Cristina Kirchner, ex-presidente (2007-2015) e atual vice de Alberto Fernández.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br