Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

Local do novo surto é o mesmo onde vírus apareceu em 2018 e matou 33 pessoas (Foto: Reprodução)
Local do novo surto é o mesmo onde vírus apareceu em 2018 e matou 33 pessoas (Foto: Reprodução)

Décimo primeiro surto do vírus aparece no leste do país sem que o último tenha acabado

O governo da República Democrática do Congo (RDC) declarou nesta segunda-feira , 1º, um novo surto de ebola no noroeste do país. De acordo com as autoridades locais, 4 pessoas já morreram. A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que é provável que mais pessoas sejam identificadas com a doença à medida que as atividades de vigilância aumentam.

O anúncio ocorre enquanto o décimo surto de ebola ainda está em curso, em sua fase final, no leste do país. Iniciado em agosto de 2018, esse surto já matou 2,3 mil pessoas.

O ebola se manifesta com frequência no país africano e é altamente contagioso, porém, já existe vacina contra o vírus. Em coletiva de imprensa, o ministro da Saúde do país, Eteni Longondo, informou que já enviou as doses para as localidades onde foram registrados novos casos.

O novo surto acontece durante a pandemia do novo coronavírus, que infectou cerca de 3,2 mil pessoas e deixou pelo menos 72 vítimas no país, de acordo com os dados atualizados da Universidade Johns Hopkins.

Atuação da OMS

Nesta segunda-feira, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que – embora grande parte da atenção esteja voltada para a pandemia do novo coronavírus – a entidade continua monitorando e respondendo a muitas outras emergências de saúde no mundo e essa é uma delas.

A entidade informou que suas equipes estão no país africano apoiando a coleta e o teste das amostras para confirmação de diagnósticos e rastreamento de contatos.

A doença pelo vírus ebola é uma das mais importantes na África subsaariana, ocasionando surtos esporádicos, afetando diversos países. O vírus foi descoberto em 1976, a partir de surtos ocorridos ao sul do Sudão e norte da República Democrática do Congo, próximo ao Rio Ebola, mesmo nome dado ao vírus.

O site do Ministério da Saúde aqui do Brasil tem uma área dedicada a explicar a doença e nela há a explciação de como acontece a transmissão:

A transmissão se dá por meio do contato com sangue, tecidos ou fluidos corporais de animais e indivíduos infectados (incluindo cadáveres), ou a partir do contato com superfícies e objetos contaminados. Destaca-se que não há registro na literatura de isolamento do vírus no suor e pelo ar.

Acredita-se que, na África, os surtos provavelmente originam-se quando pessoas têm contato ou manuseiam a carne crua de chimpanzés, gorilas infectados, morcegos, ou outros animais selvagens.

Vale destacar, no entanto, que não há registros de casos de ebola no Brasil. 

O risco elevado existe, de acordo com a OMS, apenas no país afetado e países que fazem fronteira com a República Democrática do Congo.
Sintomas do ebola

A infecção pelo vírus ebola ocasiona os seguintes sintomas:

febre;
cefaleia;
fraqueza;
diarreia;
vômitos;
dor abdominal;
inapetência;
odinofagia;
manifestações hemorrágicas.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br