Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

Bebê tinha apenas 11 meses (Foto: Reprodução)
Bebê tinha apenas 11 meses (Foto: Reprodução)

Choro do bebê teria 'irritado' a dupla

Um homem, identificado como Alexander Miyagasheva, de 48 anos, foi condenado a 15 anos de prisão após ter queimado vivo o neto de apenas 11 meses no fogão de casa. Segundo o Daily Mail, sua esposa, e avó da vítima, foi considerada cúmplice no crime e recebeu a sentença de nove anos.

O crime - que aconteceu em Khakassia, no leste da Rússia -, ocorreu após Maxim Sagalakov ter ficado aos cuidados dos avós. O bebê teria começado a chorar muito, deixando a avó irritada.

Bêbada, Zhanna Miyagasheva, de 43, teria sufocado a criança até o pequeno ficar inconsciente. O marido dela "finalizou o serviço", colocando o bebê a criança no forno em chamas, que segundo o laudo da perícia, foi a causa da morte.

A mãe do bebê, Viktoria, 21 anos, só soube da morte de seu filho ao chegar em casa e deparou-se com os restos carbonizados do filho no forno da cozinha dos pais.

SERVIÇO:

Esgoto entupido? Chame a Metropolitana Desentupidora

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br