Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

Reuters
Reuters

O corpo da peruana Erika Soria Molina, de 26 anos,foi o último a ser encontrado no navio Costa Concordia, que naufragou no último dia 13 de janeiro na costa italiana. Os mergulhadores, que suspenderam as buscas na parte submersa da embarcação nesta terça (31) por falta de segurança, localizaram o cadáver da vítima no sábado (28). Testemunhas afirmaram à imprensa italiana que a peruana Erika, que trabalhava como garçonete no Costa Concordia, é uma heroína do naufrágio.

Ela está entre os 17 mortos no desastre. Perdeu a vida porque decidiu salvar um idoso e dezenas de outros passageiros. As equipes de resgate localizaram o corpo de Erika com o uniforme de trabalho, sem o colete salva-vidas, num deck do Costa Concordia.

Sobreviventes contam que Erika colaborou com funcionários do cruzeiro a facilitar o desembarque de passageiros da embarcação na noite em que ela tombou diante da Ilha de Giglio, no litoral da Toscana.

Erika trabalhava em seu terceiro cruzeiro. Segundo testemunhas, ela foi vital no momento em que ajudava passageiros a deixar o navio. Manteve a calma e, solidária, procurou organizar filas de passageiros desesperado com o naufrágio. Um idoso não identificado relata que ela lhe deu um colete salva-vidas vidas, de acordo com o jornal britânico Telegraph.

Depois, não foi mais vista pelos passageiros. Membros da equipe de resgate dizem que Erika acabou se afogando após colaborar com o resgate da tripulação do Costa Concordia.

Existem ainda 15 desaparecidos no navio. "Suspendemos definitivamente as buscas submarinas dentro do navio", afirmou à AFP um porta-voz dos bombeiros.

De acordo com a defesa civil, que informou a decisão às famílias e embaixadas envolvidas, não há mais condições de segurança para operar na parte submersa do cruzeiro, que naufragou na ilha italiana do Giglio no último dia 13 de janeiro.

Segundo informou nesta terça-feira a Defesa Civil italiana, o diretor-técnico encarregado pelo resgate "formalizou a decisão de interromper a busca na parte submersa da embarcação".

Os responsáveis pelo resgate chegaram à conclusão de que não existem mais condições de segurança necessárias para seguir com as buscas. A decisão será transmitida para o comitê criado para enfrentar a emergência, que tomará as medidas definitivas sobre o assunto.

A busca pelos 15 corpos que ainda estão desaparecidos continuará apenas na parte do cruzeiro que permanece fora da água, assim como numa área de 18 km quadrados ao redor da embarcação.

O número de mortos até o momento na tragédia é de 17 pessoas. No sábado (28), as equipes de busca localizaram o corpo da peruana Erika Soria Molina, de 26 anos, que trabalhava como garçonete no cruzeiro.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br