Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Antonio Franco Nogueira

'Tudo aquilo que engana parece libertar um encanto' - Platão. Ilustração Google'Tudo aquilo que engana parece libertar um encanto' - Platão. Ilustração Google

Como a Bíblia diz que “o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio”, conforme em Gálatas 5:22,23 para o que crê, esse portal, que tem como diretor/editor um cristão evangélico, até hoje se esforça para encontrar onde estão esses frutos, ou ao menos um desses que seja, no homem, o presidente Jair Messias Bolsonaro, que um tanto dos crentes continua teimando ter sido ele um enviado de Deus para “dar rumo ao país”, se ainda por convicção ou se por orgulho, para não ter que dar o braço a torcer, não se sabe.

O diretor desse portal até acredita que tenha sido o Criador que o tenha enviado por um tempo – apenas por um tempo, mais “para dar umas cipoadas morais nas pernas do crente distraído”, do que para outra coisa, uma vez que as próprias escrituras versam que nos tempos bíblicos, quando o povo pecava, praticava a idolatria, e se afastava de Deus – e onde não há amor nem misericórdia Ele de fato não está presente, coisas do que esse pais está transbordando (como é ter crente de mal com crente por que pensa diferente) era o juízo d’Ele que descia, e não messias algum fora de época, falsidade que seria fácil enxergar se a meditação bíblica fosse um costume livre de máscaras e houvesse uma auto confrontação para ver se há compatibilidade, tanto no presidente quanto em quem o apoia incondicionalmente, com a espiritualidade, temor, e amor para com seus semelhantes, conforme a Bíblia que todos tem em casa determina, e honestamente se respondessem.

E se a resposta for negativa, é essa também uma boa hora para se refletir na “fera” – e aqui nada se diz das que andam sobre quatro patas, mas de quem outrora praticava as mais terríveis atrocidades sem o menor drama de consciência, exatamente como fazem os quadrúpedes ferozes, e conforme cada um talvez, observe, talvez, tenha feito num passado quiçá nem tão distante assim, as quais até elencá-las aqui seria vergonhoso, mas que supostamente não pratica mais, crente que teria se tornado, apesar da batalha que muitos parecem ter perdido para a saudade do retorno ao tempo do mal, quem sabe de forma inconsciente, pode até ser, ou não, e no direito que não se tem querido dar a quem ainda não teria sido alcançado pela misericórdia disponível também a eles, como aos militantes petistas ou de seja lá a qual partido a pessoa pertença, ou nem pertença, com o fim de transformá-los de estranhos em irmãos e não de desejar que morram. E de preferência “metralhados”.

- “Armemos uns aos outros”, é o clamor, em lugar de Amemos uns aos outros, já que falamos em incompatibilidade com os frutos do Espírito.

Na Internet, para agravar a situação quanto a contrariedade para com as Escrituras, há vídeo dum adorador de homens, dito “paxtor”, em pleno “culto e numa oração específica inclusive”, implorando supostamente ao Deus dos cristãos, pela morte, pelas mais terríveis doenças, das autoridades jurídicas da nação. E isso sob o amém “da igreja”. Chega a ser horroroso assistir aquilo se sabido que se trata duma suposta agremiação de evangélicos. Não sabemos como conseguem dormir essas pessoas, pastor e membresia.

Aliás, falando em “armemos uns aos outros ao invés de amemos uns aos outros, a Igreja Presbiteriana do Brasil, a mesma do recente ex-ministro da Educação – exonerado por conta de áudio vazado onde, por suposta ordem do presidente da República, ele determina verbas para os “amigos” de determinados pastores, que constatou-se depois, que cobravam propina, inclusive em ouro, para liberação de tais verbas, o pastor Milton Ribeiro, que teve, no saguão dum aeroporto, sua pistola disparada acidentalmente (para nós, tudo por permissão de Deus, com o fim de desmascará-lo), e o mesmo que, juntamente com outros dois pastores, os mesmos das propinas em ouro, conforme depoimento do prefeito assediado, um deles inclusive presidente de Convenção, foi preso pela polícia federal, acusado de corrupção, conforme o Uol e a Folha de São Paulo articulava uma Resolução que visava “resistir aos membros simpatizantes da esquerda”, e conclamando a igreja, de cima do altar, em pleno culto, a “reeleger o presidente Bolsonaro”, mas que devido a repercussão negativa, conforme nova matéria dos mesmos jornais, sob título “Igreja Presbiteriana desiste de veto a cristão de esquerda para evitar racha interno”, declinou da ideia. Se isso por causa do racha comum, ou se por causa do racha que a ideia traria a receita, Deus é quem sabe. Dirigentes dormentes, esses caras. Tá todo mundo louco. Valores invertidos é pouco.

Então, por favor, uma vez despertados do sono, dos maus pensamentos e das terríveis atitudes, ainda que até 5 de agosto próximo esse número possa mudar, há pelo menos 10 pretendentes ao Planalto, que se pode escolher, inclusive o que concorre à reeleição, porém nenhum como “salvador da pátria” e muito menos como “enviado/a por Deus” que seja digno/a de idolatria cega alguma, sobretudo no que se refere ao votante cristão ou que arrota que é tudo “para honra, gloria e louvor de Deus”. E muito menos se isso em detrimento dos que pensam diferente. Amemos uns aos outros, e não “armemos uns aos outros”. Jamais se esqueça que todo crente prestará contas disso.

Mas, sobre tais maus pensamentos, antes de recomendar que vá ouvir o áudio postado no Youtube, que versa duma sofrida carta escrita por um escritor muito famoso, com o mesmo tema desse editorial, mas que se referindo, quem a escreveu, a uma agora “ex-amiga”, publicado na dita plataforma sob o título “Consagrado escritor best-seller, Lira Neto escreve carta aberta a ex-amiga bolsonarista”, a qual muito oportunamente recomendo a alguns pastores, cujas palavras lá ditas são de fazer arder até a cara das feras – agora fazendo referência aos animais irracionais, e tomando por base o que já foi dito, e evocando os paladinos da moralidade – porém, longe de queremos te chamar de hipócrita, ainda que tudo vá depender do tamanho da carapuça, não seria demais deixarmos registrado a seguinte pergunta, cuja resposta somente cabe a você, e ao Espírito Santo: se acaso sua pessoa em se encontrando num culto de sua igreja, ou no salão de festas do seu condomínio ou bairro, alguém entrasse com um pen-drive onde contivesse todas as imagens e pensamentos de sua vida oculta passada e atual, sendo sua pessoa crente ou não, e o metesse no telão diante de todos, você permaneceria em paz na sala ou dispararia na carreira, pé no chão e pé na bunda? Corre para o espelho e se responda na frente dele.

(...)Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus, conforme registou o apóstolo Paulo em sua carta aos Gálatas (5:19-21), de novo, para quem crê, e bem está qualquer que não estiver enquadrado em nada disso. Agora avalie a situação, diante de Deus, de quem tiver sobre os ombros não uma, mas três ou quatro dessas cargas e que ainda se sente no direito de ser juiz dos outros sem arder a cara.

O Juízo de Deus nos aguarda.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br