Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Emprego

Candidatos protestam diante da Faculdade Facitec, um dos locais de prova do concurso do Senado
Candidatos protestam diante da Faculdade Facitec, um dos locais de prova do concurso do Senado

Candidatos que fizeram o concurso do Senado neste domingo (11) para os cargos de analista legislativo nas áreas de suporte de sistemas, análise de sistemas e enfermagem ficaram surpresos ao saber da anulação das provas e reclamaram de não terem sido informados durante quase 5 horas de exame.

Após falhas na distribuição dos cadernos de provas, a organizadora do concurso, Fundação Getúlio Vargas (FGV), decidiu anular os exames para esses cargos. O anúncio do cancelamento foi feito por volta das 18h, cerca de três horas após o início do exame. Candidatos que permaneceram nas salas de prova questionam o motivo de não terem sido avisados.

"Nenhum fiscal falou sobre nenhum problema da prova. Fiz a prova confiante que iria passar e estava muito difícil. Agora no final saber que foi cancelada, me sinto totalmente prejudicado. Estou há três meses dedicado a este concurso. Isso é constrangedor e humilhante", disse o analista de sistemas Elvis Carlos Teodoro, que deixou o local de provas às 19h40.

Por meio de nota, a FGV afirmou que o motivo do cancelamento das provas foi "inconsistências técnicas (insuficiência de cadernos de provas em algumas salas)". Depois de meses de preparação, a analista de sistemas, Adriana Comar, afirmou que estuda processar a organização do concurso.

"Não fiquei sabendo em nenhum momento que a prova tinha sido cancelada. Fiz uma prova bastante difícil e isso é uma falta de respeito, saber que o meu esforço foi em vão depois de quase 5h. Eles tinham que ter interrompido a prova imediatamente. Vou esperar a decisão da banca para saber o que fazer. Posso até entrar na Justiça", desabafou.

Em meio à reclamações, alguns candidatos enxergaram no cancelamento das provas a oportunidade de estudar um pouco mais.

"Fui bem a prova de informática. A [prova] de inglês é que foi mais complicada. Agora que foi anulada vou aproveotar e estudar mais inglês. Reclamar não adianta", disse o servidor público do Mnistério do Planejamento Francisco Marcelo Marques Lima.

De acordo com a assessoria da FGV, ainda não há data prevista para a aplicação da nova prova. As informações são do G1.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br