Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Economia

A pesquisa aponta também que a maior parte dos entrevistados, mesmo comprando presentes, tem intenção de moderar as despesas neste Dia das Crianças (Foto: Reginaldo Ipê | Tribuna da Bahia)
A pesquisa aponta também que a maior parte dos entrevistados, mesmo comprando presentes, tem intenção de moderar as despesas neste Dia das Crianças (Foto: Reginaldo Ipê | Tribuna da Bahia)

Aumento nas vendas deve ser em torno de 5%

Daqui a pouco mais de uma semana, no dia 12 de outubro, vai acontecer uma data importante principalmente para elas, que aguardam boa parte do ano para esse momento para ganhar aquele tão esperado presente: o Dia das Crianças. Em todo o país, de acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (ABRINQ), a expectativa de crescimento para 2020, já revisada após o início da pandemia, é de 3% em comparação com 2019.

Ainda conforme a organização, o faturamento da indústria brasileira, neste segmento foi de R$ 7,3 bi em 2019 e, desse total, 35% foi proveniente do Dia das Crianças. Para esse ano, com o aumento do dólar, houve uma redução de 37,7% na importação de brinquedos de janeiro a julho. Desta forma, esse cenário favorece ainda mais a demanda por brinquedos nacionais. Segundo o Sindilojas, em Salvador, a data deve fazer com que o comércio fature 5% a mais em relação ao dia 24 de julho deste ano, quando os shoppings e o comércio de rua voltaram a funcionar na cidade. Já em comparação com o mesmo período de 2019, o índice é de queda de 15%.

Porém, o cenário ainda de incertezas trazido pela pandemia de covid-19 não deverá atrapalhar a data deste ano. De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e por uma empresa especializada em pesquisas de mercado, em todas as capitais do país, 72% dos consumidores devem ir às compras até o próximo dia 12 de outubro. A expectativa é de que o varejo movimente aproximadamente R$ 10,87 bilhões.

Ainda conforme o levantamento, mesmo com os efeitos da pandemia se fazendo presentes na rotina e nas finanças da grande maioria dos brasileiros, o percentual daqueles que irão realizar compras na data não mostrou diferença significativa em comparação ao ano passado (73,3%): uma baixa de 1,3% em 2020.

A pesquisa aponta também que a maior parte dos entrevistados, mesmo comprando presentes, tem intenção de moderar as despesas neste Dia das Crianças. Dessa forma, a maioria garante que pretende gastar menos ou o mesmo valor do ano passado: 36% querem gastar menos, 32% pretendem gastar a mesma quantia, e apenas 17% dizem que irão gastar mais.

Com relação ao tipo do presente, os produtos mais visados devem ser as serão as roupas e calçados (38%), bonecos/bonecas (33%) e os jogos de tabuleiro/educativos (28%). A grande maioria dos consumidores que pretende realizar compras para a data optará pela primeira semana de outubro (45%), enquanto 14% irão às lojas na véspera do evento.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br