Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Economia

Auxílio emergencial (de R$ 600 ou R$ 1.200) pode desaparecer da conta poupança digital dos beneficiários (Foto: Reprodução)
Auxílio emergencial (de R$ 600 ou R$ 1.200) pode desaparecer da conta poupança digital dos beneficiários (Foto: Reprodução)

Internautas relataram que foram acessar a conta digital e estava no vermelho

Durante uma live feita nesta segunda-feira (01), a Caixa explicou por que o saldo do auxílio emergencial (de R$ 600 ou R$ 1.200) pode desaparecer da conta poupança digital dos beneficiários. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, provavelmente o valor foi transferido automaticamente para outra conta do titular, cadastrada para recebimento da primeira parcela do auxílio.

De acordo com o site Extra, uma internauta identificada como Isabel, disse que o dinheiro que recebeu havia sumido. A partir daí, outros internautas também relataram que foram acessar a conta digital e estava no vermelho, mesmo após ter recebido a segunda parcela.

A vice-presidente do governo da Caixa, Tatiana Thomé, explicou que o brasileiro ainda tem o auxílio, mas que ele apenas migrou para outra conta. “No seu caso, você recebeu a segunda parcela do auxílio em poupança digital no dia 20 de maio. Esse saldo ficou disponível do dia 20 de maio até o dia 31 para uso digital. O que aconteceu no dia 1° [hoje] é que o saldo que você não utilizou migra automaticamente para a conta em que você recebeu a primeira parcela. Então ele não sumiu, ele está disponível”.

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que provavelmente a pessoa tem uma conta poupança na Caixa ou em outro banco, que foi cadastrada para recebimento da primeira parcela do auxílio. "Para aqueles que não tinham conta em banco nenhum, [o saldo] continua na conta digital. Para os 10 milhões que já tinham contas [na Caixa ou em outros bancos], esse dinheiro foi depositado nessas contas"

Em relação aos outros casos, em que o auxílio emergencial sumiu da conta sem nenhuma ação do titular, a Caixa relatou que "os recursos são enviados da Poupança Social Digital para a conta de destino conforme calendário de saque divulgado". Além disso, disse que essa operação de transferência e crédito realizada pelo banco de destino pode levar de 1 a 2 dias.

Para evitar aglomerações nas agências, o banco decidiu bloquear as transferências e os saques, até o dia 30 de maio. Sendo assim, até a data, o benefício ficou disponível na conta virtual para pagamentos de boletos e compras por meio do cartão de débito digital. Com a liberação, o dinheiro restante foi deslocado para conta informada pelo cidadão no momento do cadastro. Dessa forma, o beneficiário deve conferir se a quantia está disponível em suas demais contas bancárias.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br