Galeria de fotos

Não perca!!

Economia
Em: 17/04/19 - 10:20 Fonte: Jusbrasil Editoria: Economia

Como pagar o INSS como autônomo? por Breno Vieira

Quem trabalha como autônomo deve contribuir par ao INSS para poder ter acesso aos benefícios previdenciários (Foto: Ilustrativa)

Você sabe como pagar o INSS como autônomo?

Quem trabalha como autônomo deve contribuir par ao INSS para poder ter acesso aos benefícios previdenciários.

Infelizmente, nem sempre isso é feito, seja por falta de informação seja em razão do trabalho que dá se regularizar.

Quem pode pagar o INSS como autônomo?

Leia mais...
 
Em: 16/04/19 - 10:07 Fonte: Agência O Globo Editoria: Economia

Pagamento de atrasados ao INSS pode antecipar aposentadoria; saiba como fazer

É preciso analisar caso a caso para avaliar se vale a pena fazer as contribuições atrasadas (Foto: Reprodução)

Especialistas explicam que esse pagamento retroativo só é possível para quem é autônomo e, além disso, nem sempre é vantajoso Em meio à tramitação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, trabalhadores que estão a poucos anos de se aposentar têm buscado formas de antecipar o tempo de contribuição necessário para dar entrada no benefício. Um dos questionamentos mais comuns é com relação ao pagamento de recolhimentos atrasados. Especialistas explicam que esse pagamento retroativo só é possível para quem é autônomo e, além disso, nem sempre é vantajoso.

Leia mais...
 
Em: 14/04/19 - 13:32 Fonte: Jornal Extra Editoria: Economia

Aprenda a poupar e investir para ter uma reserva de emergência

Cofrinho de porquinho: seis em cada dez não possuem capacidade de lidar com despesas inesperadas (Foto: Reprodução)

Imprevistos acontecem a todo momento, como uma emergência médica, uma peça quebrada do carro ou uma infiltração em casa. Nestes casos é preciso desembolsar uma quantia imprevista de dinheiro. Quem não tem nada guardado precisa contrair dívidas, e com os altos juros no Brasil, isto significa pagar muito mais do que o valor necessitado. O desejável é ter uma reserva de emergência para ser usada.

Leia mais...
 
Em: 14/04/19 - 11:46 Fonte: Jornal Extra Editoria: Economia

Previdência - Três principais dúvidas de segurados do INSS, servidores e militares

Há quatro regras de transição para quem irá se aposentar pelo INSS (Foto: Ana Branco)

A proposta da reforma da Previdência elaborada pelo governo federal está com votação prevista para a próxima quarta-feira, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. Os líderes dos partidos já anteciparam à coluna que alguns pontos não devem ser aprovados, como as regras mais rígidas para concessão de aposentadoria especial e dos trabalhadores rurais, além da redução do benefício assistencial pago aos idosos em condições de miserabilidade. No entanto, há expectativa também em relação a outras questões, como a substituição do regime de repartição (em que os trabalhadores contribuem para quem já está aposentado) pelo regime de capitalização (cada pessoa contribui para o seu próprio fundo).

Leia mais...
 
Em: 08/04/19 - 09:43 Fonte: Jusbrasil Editoria: Economia

Deixei de contribuir ao INSS: posso pagar em atraso? Entenda já!, por João Leandro

Em regra, as contribuições devem ser feitas de forma contemporânea, mas existem exceções em que a lei permite a contribuição retroativa (Foto: Reprodução)

Em nosso cotidiano da advocacia previdenciária, nos deparamos constantemente com questionamentos relacionados à possibilidade de contribuir em atraso para adiantar, desta forma, o benefício de aposentadoria.

Leia mais...
 
Em: 07/04/19 - 15:54 Fonte: Correio/Stephanie Tondo, da Agência O Globo Editoria: Economia

Reforma da Previdência: pensionistas que já recebem benefício podem ter perda de 80%

No caso de um casal em que os dois recebem o teto do INSS, a pensão após a reforma cairia 67,5%: passaria de R$ 5.839,45 para o valor de R$ 1.897,60.No caso de um casal em que os dois recebem o teto do INSS, a pensão após a reforma cairia 67,5%: passaria de R$ 5.839,45 para o valor de R$ 1.897,60 - Foto: Reprodução

As limitações ao acúmulo de benefícios somadas à redução do valor da pensão por morte, previstos na proposta da reforma da Previdência, podem diminuir o valor da pensão em mais de 80%, em relação ao que o beneficiário receberia hoje. As perdas são maiores entre aqueles que já recebem um benefício acima do teto previdenciário (R$5.839,45) e teriam direito a uma pensão de valor igual ou mais alto.

Leia mais...
 


Página 5 de 573

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br