Galeria de fotos

Não perca!!

Cidade

Animal sofre há dois meses com a ferida terrível, sem que ninguém, do goveno, se condoesse
Animal sofre há dois meses com a ferida terrível, sem que ninguém, do goveno, se condoesse

Depois de um sem-número de apelos, mesmo com o animal tendo estado exposto a todo olhar já que ‘pastava’ à metros da sede do governo, no bairro do Inocoop, a prefeitura enfim recolheu o cavalo que apodrecia vivo, depois de abandonado pelo dono.

 

Nitidamente um animal usado como tração de carroças, o cavalo, que apresenta escoriações por todo o corpo, agonizava com um ferimento no focinho, de fazer sofrer qualquer alma vivente que o avistasse. Pelo menos em tese. Já que, mesmo com tantos apelos nas redes sociais foi preciso que a ativista Natália Vieira, presidente da ONG Grupo de Apoio e Proteção Animal (GAPAR), insistisse com a Superintendência de Transito e Transporte (STT), órgão a quem compete o assunto, para que o bicho fosse recolhido ao setor de Zoonoses.

A expectativa agora é para que o governo, que não trata dos animais que recolhe, mas tem por regra a opção pela eutanásia, libere o equino para a GAPAR assim que a ONG conseguir um lugar para o cavalo onde deverá ser cuidado, o que, conforme Natália Vieira, já está sendo providenciado com uma veterinária de Mata de São João, e não mate o bicho até lá.

A algum tempo o Camaçari Fatos e Fotos (CFF), divulgou imagens de uma égua que, usada como tração duma carroça, agonizava diante o olhar indiferente do dono e das autoridades municipais competentes, por não suportar o peso da carga, agravado pela flagrante desnutrição em que se encontrava, e nada foi feito.

Desta vez, mesmo com o conhecimento das leis de proteção dos animais, diante da flagrante infração, e de, conforme chegou a esta Redação, se saber a quem pertence o cavalo abandonado no Inocoop, não será novidade se, mais uma vez, nada for feito no sentido de punir o indivíduo por sua atitude. Ainda que fosse a título de exemplo.

Veja também:

Sem suportar peso de carroça égua agoniza sob olhar indiferente do dono e das autoridades

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br