Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Bahia

Governador Rui Costa (PT) (Foto: Reprodução)
Governador Rui Costa (PT) (Foto: Reprodução)

O governador Rui Costa (PT), em reunião virtual realizada na sexta-feira (12), aconselhou prefeitos de cidades baianas a não integrarem o consórcio nacional para compra de vacinas contra a Covid-19. A mensagem se tornou pública neste domingo (14), após o prefeito de Esplanada, Nandinho da Serraria (PSDB) publicar em seu perfil do Instagram um trecho da conferência.

A fala de Rui Costa, que à primeira vista pode parecer contraditória, faz todo sentido: no mesmo dia da reunião, o Estado assinou contrato para compra de doses suficientes para toda população baiana inclusa nos grupos prioritários.

Conselho dado

"Se eu estivesse no lugar de vocês, ao invés de gastar esse dinheiro comprando vacina, compraria cesta básica para dar a que  está passando necessidade, a quem não está conseguindo vender, a quem não está conseguindo sobreviver", aconselhou Rui Costa, informando que as doses da vacina russa Spitinik V estão previstas para chegar em abril, ou seja, nas próximas semanas.

“Pra vacinar 5 milhões de pessoas, vou gastar R$ 560 milhões. Vocês têm esse dinheiro pra gastar? Se alguém tiver dinheiro sobrando e quiser dividir os custos eu aceito, mas, se eu tivesse no lugar de vocês, ao invés de gastar esse dinheiro comprando a vacina, compraria uma cesta básica pra dar pra quem tá passando necessidade”, reforçou o governador.

Conselho acatado

Ao divulgar o trecho da reunião, o prefeito de Esplanada comunicou que seguirá a orientação do governador em não adquirir o imunizante, aguardando a distribuição do Governo do Estado. "Esse é o momento que precisamos investir na prevenção, logística, estrutura e mão de obra para vacinar no município", declarou Nandinho.

Dos 417 municípios da Bahia, apenas 86 aderiram ao consórcio, segundo a Frente Nacional de Prefeitos (FNP). Camaçari é um dos municípios que, até então, pretendia aderir. Resta aguardar a decisão do prefeito, Elinaldo Araújo (DEM) diante da orientação do governador Rui Costa.

Grupos prioritários

O contrato assinado entre o Governo da Bahia e o Fundo Soberano Russo prevê a entrega de 9,7 milhões de doses da Sputinik V, número suficiente para vacinar 4,5 milhões de pessoas.

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a Bahia possuía, no início da vacinação, 5.080.001 milhões de pessoas inclusas nos quatro grupos prioritários.

Atualmente, segundo relatório da Sesab atualizado neste domingo (14), 685.477 pessoas já foram vacinadas, sendo que 261.256 delas já receberam as duas doses necessárias para o processo de imunização.

Com o contrato atual, o Governo do Estado deve conseguir vacinar toda população prioritária do Estado.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br