Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Policiais militares no local do crime (Foto: Fabiano Rocha | Agência O Globo)
Policiais militares no local do crime (Foto: Fabiano Rocha | Agência O Globo)

Uma mulher morreu e dois homens foram baleados durante um assalto a um ônibus da linha 383 (Realengo X Praça da República). em Campinho, na Zona Norte do Rio, por volta das 4h30 desta quarta-feira. O assalto ocorreu quando o coletivo passava pela Estrada Intendente Magalhães. Dois ladrões anunciaram o roubo um ponto após terem embarcado. Dois policiais militares à paisana estavam no veículo e reagiram atirando. Os criminosos fugiram deixando para trás uma arma falsa e uma faca.

Luzimar S. Oliveira, de 49 anos, teria tentado fugir e acabou atingida. Os bandidos fugiram, e ainda não se sabe da onde partiu o tiro que matou a mulher. O Corpo de Bombeiros foi acionado para socorrer as vítimas. Quando as equipes chegaram, a faxineira Luzimar já estava morta. Ela estava a caminho do trabalho, numa academia.

Os dois feridos — Gelson L. da Silva e Fabiano B. Santa Bárbara — foram levados para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier, ainda na Zona Norte. Não há informações sobre o estado de saúde deles.

Segundo o motorista do ônibus, que preferiu não se identificar, um dos passageiros reagiu:

— Foi um susto. De repente, anunciaram o assalto. Os passageiros começaram a gritar para abrir a porta e eu abri. Começou então uma troca de tiros. Uma mulher foi atingida e infelizmente morreu. Estou em choque.

De acordo com o motorista, um dos baleados foi atingido no rosto e outro, numa das pernas.

A Delegacia de Homicídios (DH) da Capital foi acionada para fazer uma perícia. De acordo a delegada Fernanda, que esteve no local, pela direção da qual o tiro que atingiu Luzimar foi disparado, a bala deve ter partido da arma de um dos bandidos.
'Não acredito até agora', lamenta primo

O primo de Luzimar, Alcemir Pereira, de 48 anos, esteve no local do crime. Ela disse que a faxineira acordava todos os dias às 3h para ir trabalhar:

— O pai dela estava doente e ela cuidou dele até a morte, que ocorreu há uns três meses. Depois disso, ela teve que trabalhar para ajudar a família. Estou muito triste. Não acredito até agora no que ocorreu.

Aldemir contou ainda que a prima era uma pessoa muito amiga e caridosa.

— Ela sempre ajudava a todos, sem exceção. Inclusive ela estava trabalhando para ajudar a pagar o balé da neta — disse.

Luzimar era casada e deixa dois filhos e um casal de netos.

José Oliveira, vizinho de Luzimar, contou que a conhecia desde criança:

— Era uma pessoa muita querida. Nunca imaginei que isso poderia ocorrer. É uma tristeza.

Luzimar era faxineira e estava a caminho do trabalho (Foto: Reprodução)
Luzimar era faxineira e estava a caminho do trabalho (Foto: Reprodução)

Veja também:

Policial militar é morto por namorada após transar com a filha dela

Pente-fino do INSS espera sanção de Bolsonaro; saiba o que pode mudar

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br