Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Trabalhores se concentram em frente ao campus de Ondina (Foto: Reprodução)
Trabalhores se concentram em frente ao campus de Ondina (Foto: Reprodução)

Cerca de 400 vigilantes terceirizados que atuam na Universidade Federal da Bahia (Ufba) paralisaram as atividades nesta quarta-feira, 8, e se concentram em frente ao campus de Ondina.

A categoria, contratada pela empresa MAP, reivindica o pagamento dos salários. Segundo os manifestantes, a universidade não teria repassado cerca de R$ 16 milhões desde agosto do ano passado. O valor seria destinado à remuneração dos trabalhadores.

"Tenho oito anos aqui e nunca mudou. O desemprego está ai, estamos com medo de perder emprego. Somos todos pais de família.  Está todo mundo concentrado. Ninguém vai trabalhar até resolver a situação. A gente quer ganhar nosso pão e só estamos conseguindo isso porque a MAP está pagando do bolso deles, caso contrário já não teria mais ninguém trabalhando', denuncia uma representante da categoria.

A reportagem do Portal A TARDE aguarda o posicionamento da Ufba sobre a situação.

Cortes federais

Uma semana depois de ter R$ 37,3 milhões bloqueados pelo Ministério da Educação (MEC), a Ufba confirmou, por meio de nota divulgada nesta terça-feira, 7, que sofreu uma contenção de custos ainda maior. Desta vez, segundo a instituição de ensino, o valor é de R$ 55. 906.441. No entanto, o MEC informou que a quantia bloqueada foi R$ 50.404. 206, 00.

Deste atual corte, R$ 49.703.394,00 são referentes a crédito em custeio, valor utilizado para pagamentos das despesas de contas de internet, água, telefone, luz, limpeza e vigilância. Os outros R$ 6.203.047,00 normalmente são aplicados em investimentos.

Decorrente do mais novo bloqueio, os professores da Ufba decidiram por unanimidade durante assembleia realizada nesta terça, fazer parte da Greve Nacional da Educação prevista para acontecer no dia 15 deste mês.

Veja também:

'A universidade pública está ameaçada', diz reitor da Ufba, após novo bloqueio

Bloqueio do MEC atinge bolsas ociosas de mestrado e doutorado

MPF-BA investiga corte de verbas das universidades públicas federais

Cortes nas universidades ofendem a democracia

UFBA, UnB e UFF: MEC anuncia corte de verbas de universidades por 'balbúrdia'

Bolsonaro perde 'voto de confiança' dos mais pobres, aponta Ibope

Governo recua e diz que publicidade de estatais não terá que ser aprovada previamente

“Cadê Queiroz?”, questiona Lula em entrevista a jornais

Campanha do BB marcada pela diversidade é vetada por Bolsonaro e diretor cai; veja vídeo

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br