Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Agressão aconteceu durante discussão entre eleitores de Haddad e Bolsonaro (Foto: Reprodução)
Agressão aconteceu durante discussão entre eleitores de Haddad e Bolsonaro (Foto: Reprodução)

A estudante Janaína Barata, 24 anos, ficou ferida em uma confusão envolvendo militantes do PT, do PSL e policiais militares na noite deste domingo (28), no Largo de Santana, bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

Segundo testemunhas, a jovem diz ter sido agredida por volta das 19h30 por um policial quando a irmã dela, Tainá Barata, 20, tentava evitar uma discussão entre eleitores de Fernando Haddad (PT) e apoiadores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo contou a irmã da jovem, a agressão aconteceu durante a confusão no local. “Quando vi, Janaína estava discutindo com a polícia. Peguei ela, puxando pra ela parar de discutir. Aí agrediram ela com um cassetete”, contou Tainá.

Uma multidão se aglomerou ao redor da jovem e foi dissipada pela Polícia Militar com spray de pimenta. Os amigos de Janaína levaram a jovem, que estava consciente, à Igreja Sant’Ana do Rio Vermelho, onde esperam a chegada de socorro. Janaína é estudante de Bacharelado Interdisciplinar de Humanidades, na Universidade Federal da Bahia (Ufba).

Ela foi socorrida pela mãe de uma amiga, que presenciou a agressão, para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde passou por um exame de raio-x para verificar a gravidade do trauma na face. A jovem não chegou a perder a consciência e não corre risco.

PM isola área no Rio Vermelho
Procurada para comentar a situação envolvendo militares e eleitores no Rio Vermelho, a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) informou que a PM isolou um trecho do bairro "após confronto entre militantes de partidos políticos rivais". Em nota, a pasta informou ainda que o policiamento foi reforçado, na região, e confirmou que uma mulher acabou ferida.

"A confusão começou durante passagem de alguns veículos que comemoravam o resultado da eleição para presidente da república. Alguns objetos foram atirados, nos carros, e os PMs agiram rápido evitando brigas generalizadas. Neste momento, os militares foram agredidos e usaram força proporcional. Uma mulher, ainda não identificada, foi detida", informou o comunicado.

Ainda de acordo com a SSP-BA, durante a condução da militante até a viatura, foi dado um disparo de arma de fogo para cima, com objetivo de dispersar o grupo que ameaçava liberar a mulher.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br