Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Antonio Franco Nogueira

(...)E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça...' Hebreus 12:11.
(...)E, na verdade, toda a correção, ao presente, não parece ser de gozo, senão de tristeza, mas depois produz um fruto pacífico de justiça...' Hebreus 12:11.

Se você está aqui, onde te peço que esteja atento/a às metáforas pra não passar batido/a, é por que topou viajar comigo no tema. E se topou de certo que tem alguma curiosidade especial; é conhecedor/a da matéria, e não só didaticamente falando, se é que me entende, ou é simplesmente – e eu diria que não exatamente um/a pervertido/a mas uma das bilhões de pessoas que somente em ouvir falar do assunto sente as carnes tremerem, ou ainda uma das que não apenas sente a carne tremer e por não se controlar até “o perigo” passar enfia o pé na jaca ainda que a jaca não seja duma jaqueira do seu quintal, ou é simplesmente uma pessoa bisbilhoteira por profissão. Mas se enquadre onde for, se você está aqui é porque tem algum interesse. Aliás, já refletiu sobre que quem come jaca nunca come uma inteira, seja ela mole ou seja dura? Vixe, agora que me dei conta de que acabei tocando numa fruta bem apropriada para ilustrar a situação. É sério, apesar do título, que foi posto no texto somente depois da abordagem à dita fruta, abordei a dita cuja sem o menor propósito. E somente depois é que percebi a “contribuição” que a tal fruta poderia mesmo dar – dar, e não dá, olha lá, no contexto da história como se seguirá. Acredite.

Mas é sério, quem come jaca e prefere a mole não dá conta de comer uma toda posto o açúcar – a não ser os que não se importam de contrariem uma diabetes, quando não se tratar duma jaca macenta, que mais embucha na boca do que alimenta. E dos [era pra ser das, mas com o assunto é sexo loko sabe como é né] que preferem a dura, à parte de quem come hora duma hora doutra, não há notícia de ninguém que tenha conseguido dar conta duma inteira duma só vez, mesmo sabendo que a turma da dura costuma guardar uns bagos, com perdão do trocadilho, para comer depois. Ainda que em não poucos casos, seja quando dura ou quando mole, no caso da mole ainda mais, não falte as tulhas que depois de comer um tanto costuma jogar o resto fora dado que envelhece, quero dizer, estraga, muito rápido e junto se vê indo embora também “o sabor”.

Semelhanças à parte, ou nem tão à parte assim, na relação sexual conjugal a coisa em não poucos casos se dá exatamente o mesmo, seja numa ou na outra via da relação. Mas apesar de essa ser a pegada do texto de hoje, não me aterei, ainda, à questão esposa ou marido descanteados ou dos descartáveis, seja da parte mole ou da parte dura, após o uso, mas quero chamar pra conversa todo mundo que gosta de “virá o zói” seja onde for ou esteja quem estiver à mão e as consequências disso mais adiante, te prometendo porem não te encher o saco, se é você da turma do saco ou da turma sem saco, com esse papo de doenças sexualmente transmissíveis, que isso é bala miúda pro tiro de canhão que espera um monte de gente no dia da prestação de contas do que se fez na vida com o pé, se o meteu na jaca, e com a mão, se a meteu no saco (com a devida licença à turma da política partidária pelo uso do jargão), mas ao contrário disso te dizer que gozar é coisa boa e foi Deus que nos deixou essa dadiva pra mostrar o quanto Ele é bom conosco também para com “àquilo”.

(...)Quão formosa, e quão aprazível és, ó amor em delícias!

A tua estatura é semelhante à palmeira; e os teus seios são semelhantes aos cachos de uvas. Cânticos 7; 6,7.

(...)Contudo, ela ia se tornando cada vez mais promíscua à medida que se recordava dos dias de sua juventude, quando era prostituta no Egito.

Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos. Ezequiel 23:19,20.

Viu? As duas passagens aí a cima, apesar de que o propósito é bem mais espiritual do que o sexual que você possa imaginar, mas não à toa o Criador abordou o tema sexo para falar da promiscuidade espiritual do povo, e a que isso pode levar o pecador, e no propósito do que está sendo escrito nesta mensagem está exatamente a sua pessoa sendo você crente em Cristo ou não, está na Bíblia. Sim, tá espantado/a porquê? É isto mesmo, isso está nessa Bíblia que todo crente carrega, caminho da igreja caminho de casa, que você conhece. E o sujeito que escreveu a passagem de Cântico 7, de novo, que indica a visão que Jesus tem de Sua Noiva, a Igreja, somente pra te relembrar, não tinha uma esposa e uma amante não, ele tinha trezentas esposas e setecentas amantes. O cabra era poderoso. Na contramão dum tonto, ou duma tonta casado/a que arranja um/a amante na rua, e somente um/a, a Bíblia diz que nem antes e nem depois dele não haveria homem mais sábio e nem mais rico. Alguns sabem que se trata do rei Salomão quando o assunto é riqueza e sabedoria, mas nem todos esses tem conhecimento de que quando o assunto era um rabo de saia Salomão foi muito pra lá de danadinho. Até cabe uma pergunta do porquê de tanta mulher prum homem só se, também conforme as Escrituras, no começo de tudo Deus criou somente um homem para uma mulher e somente uma mulher para um homem. Mas deixa o rei Salomão pra lá, e vem cá, (...)Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal, conforme em 2 Coríntios 5:10.

Aliás, falando em aprontar por meio do corpo e que contas teremos que prestar por isso, antes de seguir e que você, que me conhece dos velhos carnavais, já que estou escrevendo sobre o assunto pra te dar “um toque” como se eu fosse um santo torça o teu nariz, eu mesmo registro que tenho plena lembrança que dessas terras já fui vaqueiro bom laçador, hoje porém, laçador duma única corsa somente, sem prejuízo à lembrança das jogadas de laço em vão, e dos arrependimentos pós não poucas laçadas lokas que andei dando, mas graças a Deus nenhum por paternidade indesejada, o que tenho pra te dizer é que nada melhor que um veterano de guerra pra dizer à turma que anda atirando pra todo lado que hora haverá em que o General pedirá contas da munição desperdiçada e que pro pessoal amante do “dedo nervoso”, quando o dia chegar o xadrez num será brincadeira não, que a menor pena a ser cumprida no calor peculiar das cadeias infernais será coisa de no mínimo uma eternidade pra se conseguir uma “condicional”, se é que tu me entendeu.

Mas antes de avançarmos deixa eu “homenagear” logo os que torcem o bico quando um crente fala “coisa feia” só de imaginar a cara de alguns quando passaram mais acima pela referência à mole e à dura - digo da jaca, cuidado, lembrando que Jesus sabe muito bem da preferência da figura feminina por talo, e agora é de talo no sentido do membro sexual masculino mesmo e não do talo da jaca, o quanto maior melhor, e isso escrito bem claramente na própria Bíblia, como você viu, porem como referência ao juízo que se perde facilmente quando esse é o assunto, para falar da prostituição do povo, da Sua Igreja, somente te relembrando, quanto à sua adoração, tal e qual uma mulher venera seu homem, ainda mais quando o dito cujo é bem avantajado, como a alusão em Ezequiel 23, onde é apontado a veneração aos de “falo de jumento” e de “ejaculação como a dum cavalo”, somente por imaginar não somente os olhos arregalados desse pessoal, se é que essa turma não sabia disso, mas também supondo aqui esses alguns arrancando os cabelos da cabeça até saberem que o próprio Deus aborda o tema deste texto com ainda muito mais NATURALIDADE, muito mais MESMO, do que eu.

(...)Desejou ardentemente os seus amantes, cujos membros eram como os de jumentos e cuja ejaculação era como a de cavalos.

De modo que você ansiou pela lascívia de sua juventude, quando no Egito seus peitos eram afagados e seus seios virgens eram acariciados. Ezequiel 23:20,21

Sem dano à lembrança de que, somente para não fugirmos da sugestão do texto, na proposta em Ezequiel acima, o pensamento do Criador era mostrar justamente à perdição que a luxúria sexual, um dos sete pecados capitais, leva todo aquele/a que se deixa envolver por ela, pela depravação sexual, com estrago que não se mede à alma do indivíduo, expurgada do gozo eterno como, para quem crê, as Escrituras prometem – inclusive veja se dá pra comparar um gozo na cama, ou num beco, sei lá, com o gozo do povo à partir do Milênio, digo do prometido para os obedientes (até prometo aqui um texto pra falar desse gozo, senão esse texto ficaria sem fim). E tudo que tem origem não numa mentira que atende por maçã mordia, indicado em que depois de pecar ninguém no Éden fez um avental para tapar a boca mas sim as partes intimas, mas vamos em frente.

É mesmo, inclusive aqui pensando outro dia me vi com uma pergunta inquietante: por que será que um gozo sexual não passa de três ou cinco segundos se é um negócio tão gostoso? Daí fui cutucar a Bíblia pra ver se as Escrituras me falavam sobre isso e, entre tantas outras abordagens à dita palavra que há lá, olha o que achei, e que de cara me respondeu uma desconfiança que sempre tive de que “faltava algum pedaço” na hora agá daquilo que tô te falando, e que a virada de zói tão rápida como a gente conhece jamais poderia ser tudo, afora a origem da palavra Gozo não dever passar ao largo do olho menos atento, para que ela, traduzida, conste nas Escrituras: (...)Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo (João 15:11). Daí a coisa virou um novelo que começou a ser desenrolado e que vai dar onde logo você verá e que, vá saber, a depender do teu temor tu se pegará no meio da madrugada se fazendo perguntas cujas respostas que se dê podem fazer toda diferença a depender de como você andou ou continue atirando por aí - não sei se dando a jaca pra alguém meter o pé ou se tu metendo o pé na jaca de alguém.

Ah, já que há jaca no papo, me permita, para que você, que anda pensando que está "mandando bem", vá conversando aí com seus canecos, e se você não crê que Jesus orienta o povo por sonhos procure acreditar, posto que isso de fato acontece, depois a gente segue:

- Eu sonhei, me contou uma pessoa, que eu tirava jaca dum pé e jogava para umas pessoas, de repente eu notei que as jacas estavam com um podre no fundo. O que significa isso, ele me perguntou. Ao que respondi, pelo Espírito (veja Gênesis 40; 8); Não é nada mais nada menos do que Jesus te chamando a atenção para os frutos [atitudes] que você anda pensando que está dando, como se fossem grandes frutos [por isso jaca], mas que na verdade são frutos podres [atitudes reprovadas], te chamando para que repense certos conceitos.

Sigamos, então.

Afora as ademais DST’s, com sua permissão, já que te prometi não te torrar a paciência com isso, quando a AIDS surgiu pouco ou nada se ouviu que tivesse essa doença terrível algo a ver com o juízo de Deus sobre a turma do sexo livre. Mas eu de cá, a partir dum certo tempo, comecei a me fazer sempre mais perguntas. E ao chegar ao Evangelho logo percebi que minha desconfiança de que dalguma forma havia a mão de Deus naquilo tudo fazia sentido, e quando recebi os sonhos que recebi, que descrevo no texto “O que de fato aconteceu no Éden depois das orações que fiz pedindo à Deus confirmação sobre o tema daquele  texto, além duma visão que Ele me deu, com Satanás voando sobre a terra semeando o que na visão eu sabia se tratar do sexo ilícito, e acima do kramunhão voava Jesus desfazendo a “plantação” que o Diabo fazia, tudo se encaixou, quando pude perceber que o Criador - que mais adiante mandaria Seu Filho pro sacrifício da cruz pelos pecadores, sabendo Ele que o sexo impuro era o vilão da história, não sem razão tem a bronca que tem de quem faz do sexo brincadeira e mais ainda de quem adultera contra seu marido ou esposa, e que não pouca gente por causa das “virada de zói” das esquinas da vida fatalmente acabará nas quebradas da morte, e morte de agonia eterna, ainda mais.

[Até cabe esse parêntese, para te contar da resposta que Jesus me deu, sobre a resistência dum certo pastor, sujeito com quem Jesus tem negócio - valendo o registro, que resistiu sobremaneira ao texto “O que de fato aconteceu no Éden”, alegando que o revelado ali “não teria base bíblica”, depois que orei a Ele pedindo uma resposta sobre a situação. E esse foi o sonho: Me vejo diante do moço, que tinha nas mãos um lança-foguete, e que eu tinha que tomar de suas mãos. De repente, sem que eu tenha esboçado qualquer reação, o vejo estender as mãos e me entregar a arma. Sem entender o que estava acontecendo, ao olhar para trás vejo dando ré atrás de mim um caminhão do exército cheio de soldados armados com fuzis, que na visão eu sabia que vinham para me ajudar. O que, ao moço perceber do que se tratava, resolveu se render a mim, me entregando sua arma, e arma poderosíssima, diga-se de passagem. E finda-se o sonho. E esta é a interpretação: A arma nas mãos dele, um lança-foguetes, no que indica que o tal pastor tem negócio com os Céus, indica também que o poder da recusa dele a respeito da revelação sobre o Éden, apesar de muita repercussão negativa na minha direção, por isso era uma arma poderosa, como é um lança-foguete, era porém uma arma DUM TIRO SÓ – indicando que ele teria à seu favor somente a recusa dum homem sério como argumento, porém SEM SEQUER um texto bíblico que embase sua posição, enquanto eu teria MUITA BALA que me garantiria – representado no tanto de fuzis nas mãos do caminhão de soldados aliados, que representam ANJOS, por isso eram do exército, chegando ali para me ajudar, balas que se contadas a quantidade de fuzis e o tanto de munição que cada arma carrega, não seriam poucas, cada uma delas que representam o VOLUME de textos bíblicos que confirmam minha afirmação – pelo que me foi revelado pelo Espírito, somente registrando. E como cereja do bolo da revelação, Jesus me respondia com a aquela visão, que eu descansasse sobre os rumores de recusa do servo d’Ele, no caso o tal e nobre pastor, que eu fatalmente O DESARMARIA. Isso foi há um mês, e como resultado da ópera, essa semana, depois de receber um dos exemplares do livro – Crônicas dum carteiro de Deus, o nobre pastor, dizendo que precisa repassar, “dilatar a verdade”, conforme as palavras que usou, me pediu 15 exemplares do livro para dar aos muitos pastores que ele conhece, “para que o nome de Deus seja glorificado”, segundo áudio que me enviou. Por isso Jesus, de forma sobrenatural, naturalmente deixando claro a importância de que para Ele quanto mais gente acessando o conteúdo do livro, melhor, não atoa das 30 unidades 15 delas foram entregue “por engano” na casa dum presbítero vizinho do caro pastor, razão do reenvio doutros 15, já que havia urgência, uma vez que o ministro de Deus expressou pressa para repassar os livros para outros pastores ainda naquele dia - era fim de tarde, providenciou que ele recebesse não 15 mas 30 exemplares. E se você notou que o homem já foi desarmado, conforme apontava a revelação do sonho, é por que está atento/a à leitura; porém mais atento/a você está é se notou que Deus atesta o que o texto “O que de fato aconteceu no Éden”, vem trazendo, que é exatamente que foi o sexo pecaminoso - e lá há não poucos textos bíblicos que comprovam isso - que bagunçou com tudo e levou o homem, e a mulher, ela a via por onde o homem caiu – e cai até hoje, a serem expulsos da Sua presença].

Mas como muita gente ainda não sabe, a ordem que tenho é de avisar que (...)Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas, conforme em Hebreus 4:13. E por mais chato que possa parecer o assunto - mas quem me der ouvidos certamente que um dia me agradecerá pela advertência, do mesmo modo que os desajuizados que desprezarem o aviso seguramente terão um tempo sem fim, que responde por eternidade, para não somente se arrepender como também para se lembrar de mim, quero recordar que não somente falo ao crente mas ao que ainda não se decidiu por Cristo; principalmente com todos, crentes ou não, àqueles que andam fazendo dos seus corpos bucha sexual, como se fossem bichos. E eu pouco me importo com em que conceito você me terá. Eu só quero - conforme fui mandado, te avisar.

Casado desde cedo e um contumaz trepador [na minha terra natal quando alguém sobe numa árvore se diz que o sujeito trepou na planta] das jaqueiras alheias no tempo da minha loucura na questão, e creio que justamente pela experiência “na área” e pela coragem de dar a cara pra bater Jesus me comissionou a missão de te escrever sobre o assunto para te despertar, não foram poucas as vezes que me vi arrependido depois duma e doutra aventura, e não menos ainda foram as vezes que me senti envergonhado e sendo confrontado por mim mesmo, ante a mínima possibilidade de ser descoberto, mas também em não poucas vezes fui testemunha de situações em que parceiros, amigos de farra apenas, nas aventuras, algumas dessas ocasiões eu entre os tais na atitude, quando flagrados com a boca na botija, porém não precisamente a boca, se é que me entende, que ao invés de admitir o inegável partia para a “gonorança” - aqui parafraseando minha amiga Raquel Costa Pinto (Ilhéus), dado a imensidão da vergonha, se preferindo correr pro escuro, como fazem as minhocas e os insetos quando alguém levanta a pedra sob a qual estão escondidos e a luz lhes bate nos olhos, e ao passo disso se enfiava ainda mais o pé na jaca – dos outros, só pra lembrar, hoje porem, consciente das consequências que tudo aquilo poderia me levar a experimentar, e tendo tomado do único antídoto que pode evitar a dor eterna levada por esse veneno chamado sexo impuro, que atende por Jesus Cristo, te convido mesmo à uma reflexão e ainda que seja você uma alma que não acredita em Deus, também te sugerir a que experimente fazer uma oração “desafiando” esse Deus a que fale contigo sobre esse assunto. E se prepare para sonhar. E sonhar não um sonho do seu corpo ou dado pelo seu inconsciente, mas a te dado pelo Espírito Santo. Faça isso e se depois de visitado/a não quiser conversar comigo, com seu melhor amigo ou com sua melhor amiga, converse com Ele próprio e pergunte qual o melhor passo a seguir depois de então, que é seguro que um dia desses a gente estará papeando sobre a situação que nos envolveu a partir desse texto, e muito provavelmente conosco professando a mesma fé e olhe lá se não pregando a mesma Palavra.

Mas espera que vou aqui tomar um copo d’água...

(...)Portanto, os meus estatutos e os meus juízos guardareis; os quais, observando-os o homem, viverá por eles. Eu sou o Senhor. Levítico 18:5.

(...)Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;

Nem te deitarás com um animal, para te contaminares com ele; nem a mulher se porá perante um animal, para ajuntar-se com ele; confusão é. Levítico 18:22,23.

(...)Portanto guardareis o meu mandamento, não fazendo nenhuma das práticas abomináveis que se fizeram antes de vós, e não vos contamineis com elas. Eu sou o Senhor vosso Deus. Levítico 18:30.

...pronto, goela molhada.

Eu poderia discorrer sobre os vícios sexuais que é considerado por Deus um pecado de que todos darão conta se não convertido à Ele, e os tendo deixado - já que os pecados do crente, praticados antes da conversão tem promessa de expiação quando Jesus Cristo retornar, como de fato todos daremos conta com peso muito maior, de todo pecado praticado após a conversão, se é que você não já sabia disso, como é também o caso da masturbação, que parece uma prática inofensiva mas que para Deus não é, dado que não há quem se masturbe sem que se traga à mente pensamentos e imagens que ainda descrevê-las não seria apropriado e que são, sem qualquer discussão, uma ofensa ao Criador três vezes santo, conforme em Isaías 6; 3, se Jesus deixou bem claro que para Ele, se uma pessoa olha com olhar impuro para outra, à desejando somente em seu pensamento, não sendo a dita pessoa de sua intimidade com a benção de Deus, à tal criatura será imputado como um pecado praticado, conforme em Mateus 5; 28, mas vai o registro de quantas pessoas se sabe que comprometeram suas vidas e seus sonhos profissionais e de demais realizações por causa da famigerada “virada de zói” fora de hora, como os adolescentes e pré-adolescentes, pra não dizer crianças, tanto meninos quanto meninas, elas mais ainda, obrigadas à maternidade quando ainda mijam na cama, ou ainda os casamentos desfeitos por causa dum calculo mal feito em outras vias, quando não pelo talo duma jaca dura,  que depois até se descobre que a jaca nem era tão boa assim, maior do que a do pé que se tem no quintal, ou duma talhada duma mole, o que acaba por gerar um efeito dominó da destruição familiar, devido envolver não as quatro vidas das duas mãos da via somente, mas as crias e familiares dos quatro envolvidos na aventura, tanto dos voluntários, ou seja, de quem se envolveu conscientemente na situação, quanto das vítimas da ocasião.

Falando ainda em quem inda cedo se vê mãe, ou pai, embora, naturalmente, devido à forma e formalidade com que a abordagem à situação, que entrou em vigor no início de fevereiro, está sendo feita, o que não seria segundo a religião como pano de fundo mas creditando à Ciência a iniciativa, por supostos levantamentos feitos, que comprovariam e chancelariam o projeto, que tem Estados Unidos, Chile e Uganda como países que fundamentariam o resultado dos estudos, sendo mais claro, onde supostamente a ideia teve sucesso, que a turma está vendo como uma forma direta de, por uma Campanha, o governo impor um cerceamento do que seria um direito “de todo, mundo”, não sejam facilmente compreendidos, como é o caso da ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, do governo federal, Damares Alves, que saiu com a ideia de fazer consciente tais adolescentes sobre os problemas que acompanham a relação sexual fora de hora, desprogramada e, por tabela, “desautorizada” mesmo que a ministra não assuma o viés também religioso de tudo, que lhe gerou a criação dum bloco carnavalesco, em Minas Gerais, denominado “Quem deu, deu, quem não deu não Damares”,  idealizado não por jovens ou adolescentes, alvos da Campanha, mas por um quarteto de velhos caquéticos, curiosamente um homem e três mulheres, além de opiniões outras por profissionais da área,  que reverberam na mídia que o projeto está fadado ao insucesso uma vez que os argumentos da Campanha não serão suficientes para barrar a vontade sexual da massa, eu de cá escancaro sim que o propósito desse texto é trazer também esse pessoal “de menor” à, mas incluir toda a massa na reflexão, com argumentos irrefutáveis, para que o sexo fora do contexto espiritual trás mesmo, e não somente, consequências danosas que se estenderão não exclusivamente à uma gravidez indesejada acompanhada de doenças sexualmente transmissíveis, e algumas delas mortais, mas ao pagamento pela alma de quem o pratica, dum preço que não me é, e a ninguém, ainda, possível mensurar, mas que deve mesmo levar essa turma a uma profunda e imediata ponderação, posto não se tratar de um homem os advertindo mas d’Àquele diante de Quem todos, mais ainda os de vida-loka e que, quem sabe, confiantes em suas forças, saúde e beleza, viram a cara para os que lhes tem pregado a Mensagem do Reino de Deus, que um dia estarão diante, e TODOS ajoelhados - e por que não dizer, a depender de como avaliem esses argumentos, completamente apavorados.

(...)Os arrogantes não são aceitos na tua presença; odeias todos os que praticam o mal. Salmos 5:5.

Aliás, a chacota com a ministra Damares, que tem testemunho duma pessoa que foi sexualmente abusada entre seus seis e oito anos, e diga-se de passagem, conforme a própria, por dois falsos pastores que frequentavam sua casa, fato que deve te chamar a atenção para que ande atenta/o, tipo com os dois olhos bem abertos por onde anda e a quem você permite acesso à você, o que lhe rendeu traumas até o dia de hoje, logo tratando-se duma pessoa ferida na alma por essa via, que pensou até em se matar, não o fazendo porque, ao subir num pé de goiaba, onde teria se refugiado para tomar o veneno, teve uma visão de Jesus Cristo, o que a teria impedido de dar cabo da própria vida, que está apenas sugerindo que antes dum/a jovem se envolver sexualmente com alguém precisa refletir sobre as consequências, está anotado nos anais do tribunal de Deus para, se não houver arrependimento, ser cobrado de todos e não somente dos responsáveis direitos pela anarquia mas também de cada um que aplaudiu a avacalhação à essa mulher que indica apenas um cuidado para com a má formação dumas, e a desorientação doutras, famílias.

Até, antes de seguir, aqui pincelando um pouco nos lares desfeitos por essa questão, dos crentes, digo dos crentes conscientes, como ele, o kapiroto, sopra nos ouvidos da meninada para sair por aí chutando o balde, sabemos que Satanás é quem sopra no ouvido de quem trai para trair. E o firme propósito dele, que quer se fazer como amante da Igreja, a induzindo a que, adorando ela, a Igreja, a tudo menos a Quem deve-se Adorar, traia o Seu iminente Marido, a saber, à Cristo, tal e qual faz o/a amante humano com o/a casado/a com quem se envolve, que é acabar com a família dela ou dele já que ele não tem mais a sua e foi expulso pelo Pai da sua casa original, mas como ainda tem uma leva de crente, agora falando do crente tonto, que brinca com fogo por não fazer a conta de que o fogo queima e de que quando o fogo chegar na sua pele não vai adiantar soprar e nem acharão pomada alguma que lhes aliviem o queimor, já que a promessa das Escrituras é que “o fogo nunca se apagará”, fica aqui somente uma cutucada, posto a estrela do texto ser quem supostamente não conhece a Verdade ou quem ainda ou À rejeita ou mesmo não parou para ouví-La - e se esse é bem o seu caso, sobretudo se apesar do seu discurso o seu temor para com Deus não passar duma pura utopia, minha sugestão é que você continue atento/a ao que se seguirá, pois eu vou matar aqui a questão “crente tonto e crente atento” no que tange a proposta, e retomar meu papo contigo, que é por quem eu estou aqui. Então vombora...

Eu não sei quantas vezes você, principalmente se for você um dos que estão lendo desatento/a a mensagem, ou torcendo a boca, por não curtir “esse papo”, afora, se te cabe, pela vida fútil que sua pessoa tem levado, já se viu gripado/a por alguns dias e ao final da doença, ou mesmo durante ela, se olhou no espelho e avaliou o quão fraco sua nobreza é, mas se isso nunca aconteceu, de você, afora outros problemas mil diante dos quais durante sua vida vã você já se viu impotente para resolução dos tais, já se perguntou se Deus realmente existe dando uma olhada a sua volta, para o alto, e ainda para a perfeição que é o seu organismo - isso considerando ainda que a Ciência já “reconhece” a existência dum Criador celeste das coisas, como se Deus precisasse do reconhecimento de quem seja lá que for, e  ao menos se perguntou de onde você veio, de que buraco tu saiu, como foi criado/a, e para onde você vai, mas se isso ainda não aconteceu, de você dar uma parada e se fazer perguntas nessa direção, além de para onde você, digo sua alma, poderá  vir a ser mandado/a, é para falar desse buraco, principalmente do que você anda fazendo com o seu, e em que buraco você anda entrando, que quero te chamar atenção.

Preferindo crer na fabula da maçã, história que Jesus me disse que não passa duma picaretagem [de novo, veja em O que de fato aconteceu no Éden] e saiba como foi que Ele me disse isso, muitos não creem que o sexo ilícito e, por tabela, o adultério, foi a causa da expulsão de Adão e Eva do Jardim do Paraiso, mas o miolo do negócio é que a bobeira que Eva e também Adão deram, fez o Criador, por amor de nós, enviar o Seu precioso Filho para morrer na cruz e que justamente por terem praticado o sexo que não deveriam praticar e o resultado disso sobre Seu valioso filho, que derramou Seu precioso e único Sangue suficiente para nos salvar, Deus tem a bronca que tem de quem, por causa duma gozadinha passageira de nada mete o pé na jaca sem pouco se importar que as orientações que Ele nos dá nas Suas Escrituras sobre esse negócio devem ser observadas e obedecidas sob pena de sermos mesmo, como aconteceu com Eva e Adão, lançados fora da Sua Presença, o que significará nada mais nada menos que uma condenação ao Inferno quer você acredite ou não em Inferno, e se o/a nobre tiver interesse em refletir em cada palavra dita neste texto disso pode depender em qual situação você se verá diante d’Ele, lá agora não como intercessor mas como Juiz: se vendo Ele sorrir para você ou se te olhando com pesar por ter na mente àquela hora que se verá obrigado a te jogar no fogo por tua desobediência. Lembra do “completamente apavorado/a” de mais acima? Pois, pois...

(...)E, se o teu olho te escandalizar, lança-o fora; melhor é para ti entrares no reino de Deus com um só olho do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno,

Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga. Marcos 9:47,48.

Aliás, sem deixar de te lembrar que quando Ele fala de “se bicho” que nunca morrerá Ele está se referindo EXATAMENTE aos vermes que surgem do defunto mesmo, já que falei em Sangue suficiente, talvez eu tire o seu sono por dias, e a proposta é esta mesmo, então vou aproveitar e te dizer algo sobre sangue insuficiente e o que isso representa:

Quem lê Bíblia de forma atenta sabe, e os que a leem distraidamente, assim como quem nunca abriu uma, esteja atento nesta informação, que no tempo da Lei, no sacerdócio mosaico, ou no Velho Testamento, como queira, vê-se os sacerdotes matando, ou derramando o sangue de animais, os sacrificando, TODO ANO, pelos pecados do povo. E assim foi até que, percebendo Deus que o sangue dos animais, que morriam no lugar do povo que pecava – e se você não sabia passe a saber que pecado só se expia, só se paga, com o derramamento do sangue do pecador, mas que o Criador por pura misericórdia aceitava o sangue dos animais no lugar do sangue do povo que pecava, por notar que todo ano o povo tinha os pecados expiados mas em seguida voltava a amontoar outra carga de pecado sabendo que no ano seguinte teriam novo sacrifício por seus pecados, fazendo todo aquele derramamento de sangue insuficiente, decidiu então enviar o próprio e Único Filho, detentor do mais precioso dos sangues para DUMA VEZ SÓ, com um ÚNICO sacrifício, derramá-lo por todos que aceitarem o sacrifício que Ele fez por suas almas. É por isso que a nossa alma não está em nenhuma parte do nosso corpo, como das unhas aos cabelos, mas sim no nosso sangue, conforme você pode ver em Levítico 17;11, e justamente por que quando a gente quer trepar na jaqueira do vizinho, seja pela jaca mole ou pela dura, é a nossa alma que impulsiona a carne, quer dizer, o pé, a mão e o coração, para matar aquele desejo, e é por isso mesmo que é ela, a alma, que, se não aceitar O Sangue do Filho d’Ele como pagador de seus pecados, com a condenação terá ela mesma que pagar pelos pecados que cometeu quando ainda estava num corpo carnal, sofrendo assim as consequências pela má escolha. Sacou ou preciso desenhar? Tá, então vou desenhar no parágrafo à baixo, mas antes uma pequena pausa:

(...)Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, Deuteronômio 30:19.

Lembra de II a Coríntios 5; 10, mais acima, e aquele papo de prestação de contas por tudo que tivermos praticado por meio do corpo, de bem ou de mal, no dia do Juízo?  E lembra que você as vezes se pergunta que papo é esse de “castigo eterno” se Deus é amor? Pois é, então vombora para a conta: Por ser um poço de amor e bondade Ele, que determinou que a alma pecadora somente pagaria seus pecados praticados por meio de sangue e justamente por misericórdia do pecador Ele aceitou o sangue dos animais mas que vendo a insuficiência daquele sangue na expiação do pecado do povo Ele resolveu enviar o próprio e Único filho para resolver o problema duma vez? Agora puxa aí à mente alguma lembrança de tu quando criança, e criança desobediente, que mesmo ouvindo teu pai te advertindo que tua desobediência às ordens que ele estava te dando iria te fazer se arrepender, e que quando ele te pegava a surra era dobrado JUSTO PELO TANTO DE AQUIETA MENINO/A, que você ouvia? Já ouviu algo do tipo “assim na terra como no céu”? Precisa ainda falar alguma coisa? Tá, então vou falar.

Antes deixando claro que ninguém nessa vida explicará o porquê desse negócio de somente com sangue a expiação de pecados, além do consolo aos questionadores em Deuteronômio 29; 29, o Pai deu o Filho pra morrer e, para te mostrar que a coisa é séria, o fez ressuscitar como o primeiro da ressurreição de entre os mortos, o que ficou patente como verdadeiro para os apóstolos e um sem-número de cristãos que naquele tempo deram a vida pelo Evangelho, doutra forma, se fosse uma mentira, como não seria tão difícil de concluir, ninguém teria dado o pescoço ao machado, logo ficando claro que todos viram sim Jesus voltar da morte e por isso pouco se importaram com suas vidas, por saberem o que acontecerá depois, nos convidando a estarmos sob o Seu sangue, e único sangue suficiente para tanto, a fim de termos garantido a salvação da nossa alma da Sua ira no fim dos tempos, desde que, O reconhecendo como único e suficiente Salvador, andássemos sob o comando do Seu Espírito, que nos exige juízo quanto ao que fazemos com nossos corpos, sobretudo quanto à nossa sexualidade, e sabendo que somente com sangue podemos pagar os nossos pecados e conscientes que você já é de que o teu sangue jamais será suficiente - aqui aproveitando para devolver aos gozadores, porem gozadores às avessas, se é que você me entende, a gozação à iniciativa da ministra Damares, aos quais digo que uma vez lá sem ter decidido AQUI pela “abstinência” que Jesus ordena, também será quem O escolheu, escolheu, quem não O escolheu NÃO vai "Damares”, a situação é a seguinte, cuja conta até quem perdeu todas as aulas de matemática será capaz de fazer: Mesmo que você não seja um pintor de parede sabe que não há tinta que cheque para pintar de forma perfeita uma parede que esteja molhada: o sujeito pinta, pinta, e pinta, e nada, toda tinta será insuficiente dado o estado da parede. Da mesma forma acontecerá com a pessoa que, encharcada na sua arrogância, penará no inferno posto o seu sangue, insuficiente para pagar sua carga de pecado, pelo visgo, do pé ao coração, que o prendia à sua insensatez diante do convite de “desce daí menino/a”, ou vem Comigo, filho ou filha minha, jamais poder cobrir o seu debito...

Mas apesar de eu acreditar na boa vontade da ministra Damares e ter mencionado a sua proposta, mesmo que ela não tenha tido coragem de abordar a consciência cristã que se deve ter, e única que será suficiente para atingir a proposta, da qual o pessoal não deve se afastar, ou procurar urgentemente tê-la, a intenção da mensagem de agora intenta uma abrangência bem mais ambiciosa do que apenas chamar os adolescentes à consciência do erro do sexo muito cedo, o que na verdade eu quis com a citação ao episódio da quadrilha carnavalesca inconsequente mineira, foi chamar a tua atenção para como as pessoas brincam quando a coisa é séria, como quem não se dá conta do perigo batendo à porta. Mas pelo que você já deve ter percebido, para que não haja a menor dúvida da intenção aqui, e para evitar de você dizer lá adiante que tu vai tá naquele calor por ter te faltado aviso, ou por ter sido mal avisado/a, eu estou sendo tão contundente o quanto posso ser, torcendo que você, que anda metendo o pé na jaca, não faça como é comum aos desobedientes, que, invocando determinada descendência advinda de determinada época e situação desde o início de tudo, que acabou por nos meter a todos nós no mesmo problema, levou o Espírito Santo a dizer que O seu veneno é semelhante ao veneno da serpente; são como a víbora surda, que tapa os ouvidos, como está em Salmos 58:4, que posso te assegurar que se assim for, tendo desprezado a primeira oportunidade de arrepender-se quando ainda dava, o seu arrependimento pelo “não Damaes”, vai ser mesmo infernal.

(...)Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma. 1 Coríntios 6:12.

Eu sei que você pode não ser crente, sobre quem o peso na consciência costuma ser muito maior quando praticamos algo errado. Mas me permita: Você já acordou, ou se viu desapontado/a consigo mesmo/a ou sentindo algo estranho logo após uma relação sexual com alguém que não é sua esposa, ou seu marido, sendo você da turma da jaca mole ou da dura seja em qualquer das vias? Se já, pode não ter sido você mas sim a Centelha de Deus em você querendo te nortear melhor os passos que você tem dado e você não deve desperdiçar essa oportunidade de arrependimento que Ele está te dando para que não venha a experimenta aquele outro. E se a resposta for não, quer dizer, por você não curtir “essa parada de Deus”, posto tu curtir é meter mesmo o pé na jaca, se lambuzar com o bagunço pouco se importando se todo mundo vai ver o visgo agarrado do teu pé à tua cara, seja do feito entre as tuas quatro ou entre as quatro paredes alheias, porem vive reclamando dalgo que parece não tá bem contigo, nas áreas da tua vida por incontáveis vezes, vem cá, que vamos falar um pouco de Ciência, mas antes mais essa pausazinha, somente pra não perder o costume:

(...)Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto. Marcos 4:22.

“Nos relacionamentos sexuais acabamos irradiando uma quantidade enorme de energia pessoal e cada parceiro acaba deixando um pouco de sua frequência no campo magnético do outro. Essa ligação de energia é extremamente potente, podendo permanecer no corpo por anos, sendo ela responsável por aproximar a frequência de quem se relaciona dessa maneira. Exemplificando este caso: se uma pessoa está preocupada, angustiada e cheia de problemas, cada um que se relacionar com ela compartilhará um pouco dessa preocupação”, viu aí? E agora, como talvez você prefira, é a Ciência falando. O que aponta que o ato sexual consiste numa troca não somente de fluidos mas também de energia. Entendeu agora, zonzeira? Ou, desculpa, quero dizer que está vendo aí a razão da zonzeira que você tem percebido na tua vida? Pois é. Certamente é também aí que está a explicação de que, depois dum tempo de casados os casais passarem a se parecer um com o outro, desde a maneira às manias, do mesmo modo que, se bem se observar, tanto por uma quanto pela outra ponta – não ponta duma gaia, olha lá - da relação, as divergências nas atitudes logo após os primeiros dias, ou semanas, duma relação sexual entre duas pessoas casuais, que somente se encontram para extravasar seus instintos.

Mas, é sério, é surreal a influência maligna sobre as pessoas, da mais comum à religiosa, retomando a pisada espiritual da mensagem, quando o assunto é a pessoa “virá o zói” posto o capeta tirar o juízo até de juiz, ou juíza, e juíza duma vara de família, afora os episódios por aqui, como é o caso da americana Dawn Gentry, de Kenton (Kentucky, EUA) que, pelo visto, se se tratasse de prioridade pela fruta, a moça mostra ter preferência tanto pela jaca dura quanto pela mole, que foi acusada de fazer sexo, à três, nas dependências do tribunal onde trabalhava, tendo como parceiros, para variar [lembra dos da falta de juízo, de que falei mais acima?], um suposto pastor e uma funcionária subordinada da mesma corte, além da acusação que pesa sobre a magistrada de ser contratante de garotos de programa para satisfazer seus instintos sexuais descontrolados. Esse fato, que representa um entre bilhões de outros envolvendo autoridades e personalidades de que não se tem notícia mas que sabemos que acontecem dado a força que a libido sexual exerce sobre o indivíduo, até deve está sendo tomado como consolo por você, talvez, que é uma pessoinha simples e é também um ser vivente dessa terra de meu Deus, que tem desejos sexuais comuns mas que, como a juíza acima, não tem conseguido se controlar até que algo no sentido nupcial da palavra aconteça e tudo se arrume na sua vida e então, com uma jaqueirona todinha sua no teu quintal, você se lambuze todo/a sem preocupação qualquer com julgamento algum que te impute calor ou arrependimento eterno que for – com exceção dos demais deveres impostos por Deus à quem se rende a Ele, já que o assunto aqui se limita à sexo ilícito, mas se vê sem forças para fazer a coisa certa, afora os sem controle das loucuras sexuais mais adversas, minha sugestão é que você repense a resistência ao Espírito que está ansioso para ser essa força de que você tanto precisa para que tenha esse controle, e não continue com essa resistência a Ele, posto que sobre tudo isso Ele te cobrará.

(...)Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza.

Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão.

Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam.

Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros,

caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis.

Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam. Romanos 1:26-32.

Nos textos bíblicos em Romanos, imediatamente acima, que versam sobre o povo que deixava de adorar à Deus para adorar a deuses pagãos, ou deuses de mentira, atendendo a uma articulação de Satanás que, já garantido no Inferno, não quer ir queimar sozinho com seus anjos que caíram com ele, Jesus entregou a turma lá às paixões carnais, e as sexuais como carro chefe, para no fim de tudo, depois, no ajuste de contas somado pecado sobre pecado, a Ira ser despejada com ainda mais força, inda que não o venha a fazer com prazer (conforme em Ezequiel 33;11), sobre todos que escolhem seus prazeres passageiros em detrimento da proposta d’Ele, que promete não um gozo de 3 segundos mas um gozo sem fim – aqui sugerindo a leitura do texto “O gozo e os vegetais, como ainda hoje, e hoje numa demanda ainda maior dado à população mundial, muita gente faz, sem que necessariamente se ajoelhem diante de estatua alguma, mas obedecendo uma influência invisível, silenciosa, perversa, porém, ainda, aparentemente indolor, como há uma amostra nos que conseguem se envergonhar, da conduta que certamente levará não pouca gente à condenação, das quais Jesus adverte que fujamos dela.

É fácil? Não, não é fácil. Nem é fácil a pessoa compreender a proposta aqui, e muito menos o sujeito sem a noção devida de Deus, deixar de “virá seu zói” quando as carnes pedem somente por que “é pecado”. E é muito bem compreensível devido à força que o Maligno exerce nessa questão sem que a pessoa o perceba. Mas é por isso que a voz dada é que se medite nas Escrituras e não nos conformemos com o comando dos nossos mais perversos instintos sobre nossas vidas, posto que eles, nossos instintos carnais, fatalmente nos levarão à atitudes das quais não nos envergonharíamos jamais senão pelo poder do Espírito de Deus, que é o único que, nos confrontando, nos adverte do iminente perigo a frente, nos incomodando da menor aproximação dum espelho. É lícito sim, a gente sentir prazer, como sentimos fome, porém não é lícito roubarmos para matarmos nossa fome, como também não é catarmos qualquer um/a para matarmos nossos desejos. E é aí que reside o problema que um dia levará quem pouco se importa à vergonha.

Vergonha, que, sem Deus, aliás, conforme as Escrituras bíblicas, levará as almas condenadas a experimentar o tão doloroso vexame por pura estupidez, conforme modelo, ainda nesta vida, sempre que um indivíduo é flagrado num ato sexual ilícito, quando não incomum, ou ainda envolvido em crimes por conta da força do desejo sobre suas almas, como, além de incontáveis outros casos, desde o pai que copula, tanto autorizadamente quanto não, com suas filhas; aos filhos que fazem o mesmo com suas mães, e pasme, por vezes com autorização das genitoras, ansiando inclusive casarem-se, conforme se tem tido noticia mundo afora; ou ainda do sexo entre irmãos, sem contar dos adultos que usam crianças para satisfazerem suas perversões, ademais dos casos de cópula entre humanos e animais, assim como os triviais casos de homossexualismo insano, como o que envolveu recentemente uma jovem de 24 anos que, por causa da recusa dos pais à uma moça com quem ela se relacionava, e segundo a polícia, articulou e juntamente com a namorada consumou a morte da mãe, do pai e do irmão de apenas 15 anos, no ABC Paulista, agora em janeiro, além do sem-fim de casos por esse mundo afora, e que somente os loucos é que tem a pachorra de entender como acontecimentos naturais, ou casuais que seja, e não que se trata de pessoas agindo sob influência do Diabo. Por isso, convencer a turma não é fácil mesmo não. Até diria que nesse negócio a turma hoje, sem tirar nem por, se a conta for bem feita, tá botando Grécia e Babilônia no chinelo...

Por isso, (...)Eis que eu estou contra ti, diz o Senhor dos Exércitos; e levantarei a tua saia sobre a tua face, e às nações mostrarei a tua nudez, e aos reinos a tua vergonha. (Naum 3:5), diz Jesus à Igreja. Onde você, que nunca pisou os pés num templo, que deve considerar antes o contexto espiritual da citação, pode está se dizendo “e eu com isso?”, numa negação ao convite para que passe não somente a pisar num mas a viver como Deus quer que você viva; sem deixar de te observar que, de novo, como sempre faz por toda a Escritura, nesse trecho, porém, duma forma indireta, o Criador, que no contexto imediato acima chama a Igreja de MERETRIZ, volta a tomar o termo Sexo para se referir ao pecado do povo, onde Jesus, que ali adverte que tudo de vergonhoso feito, que não produzir arrependimento em quem fez, será exposto à todos, chama Suas almas à espiritualidade verdadeira, pura - então não estou criando ou forçando barra alguma para te chamar atenção para o perigo da virada de zói que tu pode está dando que muito pode te fazer se arrepender, e não pouco, lá na frente.

Inclusive, afora o resto do ano, onde a farra sexual não pára, fevereiro que estamos, mês da festa em que a turma diz que, “atrás do trio-elétrico só não vai quem já morreu” - no que Jesus Cristo discorda, quando diz àquele homem que queria O seguir mas que antes lhe fosse permitido sepultar seu pai, conforme em Mateus 8; 19-22, que deixasse ‘seus mortos sepultarem os seus mortos’, numa clara alusão à que, quem não está n’Ele, ou seja, que não faz a Sua vontade, está morto em seus pecados”, festa justamente onde o pessoal diz que “ninguém é de ninguém”, falando em viração de zói de qualquer jeito, e da banalização quando o assunto é sexo, o que será que “inspirou” uma mulher, esta aqui no Brasil, a fabricar picolé com formato de pênis, que alguns sites estão dizendo, e um monte de gente nas redes sociais concordando, que a ideia “vai bombar”, para vender no Carnaval, acompanhado da frase “chupa que hidrata”?, terá sido qual dos dois espíritos, o de Deus ou o de Satanás? Acertou se disse que o espirito maligno, que usa das mais ardis e atrativas artimanhas, como é sexo fácil, para arrastar o quanto mais de almas ele puder, junto com ele para o Inferno. Isto sem falar das consequências imediatas, como não pouca gente experimenta após a bagunça. E aí, além do natural na escolha da “fruta”, se considerado a turma da jaca dura que não gosta da mole e da mole que não curte a dura, só não daria para definir com exatidão o perfil da freguesia dessa “comerciante” durante a festa; ‘antonce’ me inclua fora dessa, e vem que tem mais.

E sua calcinha usada, aqui falando ka mulherada, você daria pra homarada, e quem sabe também para as coleguinhas, cheirarem? Pois é, dessa vez não uma pessoa “comum” mas uma mulher famosa, esta americana, a atriz, cantora e escritora Gwyneth Paltrowa, teve a “ideia” de queimar suas calcinhas após o uso até virar cinza e fabricar “incenso” com o “cheiro” de sua vagina, para vender no Carnaval - a coisa equivalente à 340 reais a unidade. E a previsão é de faturamento alto; agora, considerando o pudor que Jesus requer à sua criação humana, inda mais à feminina, tente adivinhar que espirito fustigou essa mulher à esse “empreendimento”, e tente discordar de mim, que bato o pé que se trata sim da intervenção do Diabo sobre essa turma.

Afora os casos em que um homem tem não uma, mas duas, e até três ou mais mulheres e todos morando na mesma casa, o que você diria também que é, agora não um homem ter um arem mas uma mulher ter não dois, mas quatro maridos duma só vez, e também todo mundo embaixo do mesmo teto, onde se combina que na hora da virada de zói todos consentem com um rodizio durante o mês? Ou seja, que num dia um dos caras dorme com ela e no outro dorme o outro, e assim sucessivamente, enquanto os outros três dormem nos quartos ao lado, o que se está chamando de “poli amor”, agora considerando a troca de frequência magnética e não somente de fluídos quando se faz sexo, e o estrago disso no campo das emoções, com o acréscimo de que, no caso dessa moça, ela espera um filho de um dos sujeitos, se isso ficará barato pra essa turma, uma vez que a ordem do Dono de todo mundo é um para uma?

Aliás, o que explica todo o exposto nos três parágrafos imediatamente acima, além dos episódios tantos que envolve a questão na Terra, essa noite, tendo orado sobre se a pegada do texto estava aprovada, lembro que a visitação que tive foi do Espírito me dizendo que sim, apontando a figura feminina como a responsável pela bagunça desde o início pelo descaminho do homem ao longo da história. É isto - mesmo que algumas das desajuizadas figuras do gênero que não O temem e naturalmente não entendem que são as visões uma das formas de Voz de Deus para falar conosco, “xinguem minha mãe”, é isso: são as curvas da mulher, e não à toa, conforme a pesquisa que andei fazendo, apesar, claro, dalgumas que optam pela “jaca mole”, a preferência da esmagadora maioria pela dura, que tem feito o homem derrapar, as vezes mesmo as que pareçam uma jaca do que uma “estrada perigosa”, mas que ainda assim tem tirado um bocado “da pista”, é que tem causado a perdição do homem – isso quando não forem, digo mesmo as curvas, uma benção, claro.

Ademais disso, como citei da Voz de Deus soar para não poucos como para ouvidos surdos, no início de Janeiro desse ano eu me lembro, ENQUANTO EU DAVA GLÓRIA, TEMIA, E MEU CORAÇÃO BATIA ACELERADO ANTE O Seu IMENSO PODER, e creio que você também se lembra, à parte do que acontece nesse momento nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro, do relampejar e da trovoada que roncou tão forte em Camaçari como, nos meus 58 anos, nunca vi, e dum comentário que fiz com o veterinário que cuida dos meus animais, ao que o mesmo se rendeu com temor, sobre que aqueles trovões era apenas uma fagulha da amostra do poder de Deus, mas que eu não concebia como que o povo insiste tanto em não teme-Lo, afora o sem-fim de exemplos que são postos diante dos olhos do povo mundo afora sobre o poder sem medida do Criador sobre Sua criação, que tem feito como um papel que se amassa na mão montanhas inteiras, como inteiras Ele tem consumido não poucas cidades com Sua força, o que a Bíblia diz que Ele faz quando saca de “Seus tesouros, os Seus instrumentos”, para mostrar ao Homem que todos devemos temer ante à Sua energia, mesmo seguro de que não faltará o loco que desdenhará do que estou aqui dizendo, e dizendo para o seu próprio bem, mas faço porém por você, que teme. Por isso que eu faço.

(...)Diante disso o meu coração bate aceleradamente e salta do seu lugar.

Ouça! Escute o estrondo da sua voz, o trovejar da sua boca.

Ele solta os seus relâmpagos por baixo de toda a extensão do céu e os manda para os confins da terra.

Depois vem o som do seu grande estrondo: ele troveja com sua majestosa voz. Quando a sua voz ressoa, nada o faz recuar.

A voz de Deus troveja maravilhosamente; ele faz coisas grandiosas, acima do nosso entendimento. Jó 37:1-5.

Eu sei que pode ter te parecido estranho alguma das coisas que eu te disse, diante do tema principal, quem sabe achando algo solto mas que solto nunca esteve nada, e se você não notou foi por que não quis, ou por desatenção sua, mas o que eu sempre ansiei, dentro de toda a mensagem, além de te advertir sim para o perigo da promiscuidade sexual, foi pregar pra você sobre o propósito da cruz, tendo usado o negócio da jaca mole e da dura, e digo não somente da jaca, admito, foi apenas para te manter atraído/a pelo texto, uma vez que estamos, eu e você, careca de saber que quando o assunto é viração de zói o interesse é generalizado - somente não sendo para os assexuados, ou para os com a vida revoltados, tipo os mau-resolvido com ela, mas em tudo sempre houve o propósito de te dizer que (...) Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre, conforme em 1 João 2:15-17, e te pedir que não despreze isso, posto sobre você quem sabe não somente pese o pecado sexual, mas talvez também seja o/a nobre uma pessoa cuja carga emocional e espiritual às avessas sobre os ombros nem ainda elencar aqui me seria possível dado a extensão, mas continua vivendo dissolutamente, esquecendo que pode dormir e não acordar, sair e não retornar, perdendo com isso a oportunidade que ainda tem de optar por Ele, e que não despreze então o fato de que a vontade d’Ele, do Deus único, que me mandou escrever a você, é mesmo te ter juntinho d’Ele, quando Ele voltar. E Ele vai voltar.

(...)Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, e toda língua confessará a Deus. Romanos 14:11.

(...)E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas.

Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória sobre as núvens do Céu. Mateus 24:29,30.

Assim, melhor não arriscar!!!

Jesus é bom!

Antônio Franco Nogueira – à serviço do Reino eterno.

AQUI, mais textos do autor

Agora ESCUTA isso. Dá um clique...

[E não encaminhe o texto somente para os conhecidos, mas para os desconhecidos também]

'(...)E esta será a praga com que o Senhor ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca. (Zacarias 14:12). Antônio Franco Nogueira, diz porém: Mas, descanse, que isso aí é somente para os desobedientes... (Foto: Google)
'(...)E esta será a praga com que o Senhor ferirá a todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne apodrecerá, estando eles em pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua lhes apodrecerá na sua boca. (Zacarias 14:12). Antônio Franco Nogueira, diz porém: Mas, descanse, que isso aí é somente para os desobedientes... (Foto: Google)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br